O futebol paulista está dominando o cenário do futebol feminino brasileiro. Não à toa, o estado garantiu 50% das vagas na próxima edição do Campeonato Brasileiro, em 2020. Com os recentes acessos de São Paulo e Palmeiras, oito das 16 equipes da elite do futebol nacional são do mesmo estado.

“A presença de Corinthians, Santos, Palmeiras e São Paulo é fundamental para o crescimento da modalidade. No próximo ano, Palmeiras e São Paulo vão se preparar ainda mais e montar elencos mais fortes. Isso é bom para o futebol feminino como um todo. No Rio, por exemplo, o Flamengo vai ter que fazer um time mais forte. Uma coisa puxa a outra”, disse Aline Pellegrino, ex-jogadora da seleção e atual diretora de futebol da Federação Paulista de Futebol.

A supremacia paulista pode ser comprovada por outros números. Desde a criação do Campeonato Brasileiro feminino, em 2013, o futebol paulista conquistou cinco das seis edições do torneio. A única exceção foi o Flamengo, campeão em 2016.

Além de dominar os títulos nacionais, o estado emplacou cinco campeões diferentes neste período: Centro Olímpico (2013), Ferroviária (2014), Rio Preto (2015), Santos (2017) e Corinthians (2018). Neste ano, cinco dos oito times classificados para o mata-mata do Brasileiro são paulistas: Corinthians, Santos, Audax, Ferroviária e São José.

Para completar, o estado carrega o Brasil nas competições internacionais de clubes. Os representantes de São Paulo na Copa Libertadores feminina conquistam sete das dez edições do torneio: São José (2011, 2013 e 2014), Santos (2009 e 2010), Ferroviária (2015) e Corinthians (2017). Até aqui, nenhum time fora de São Paulo levantou a taça continental.

“O estado de São Paulo fomenta o futebol feminino no Brasil. Na minha geração, que conquistou a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de 2004, mais de 50% das atletas saíram do estado de São Paulo. Na seleção atual, a maioria das jogadoras tiveram passagens pelo futebol paulista”, explicou Aline Pellegrino.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.