- Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO
Trecho que compõe o chamado Anel Viário está repleto de buracos – Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO

As obras de revitalização do Anel Viário de Rondonópolis orçadas em R$ 7,6 milhões continuam sem uma data definida, para de fato, saírem de papel. Isso porque a licitação lançada pela Secretaria Estadual de Infraestrutura (Sinfra-MT) ainda está em andamento com quatro empresas classificadas para as próximas fases do certame.

A previsão é que todos os trâmites demorem cerca de 30 dias úteis, desde a abertura do processo licitatório, ocorrida no dia 25 de julho. Inicialmente, eram seis empresas interessadas, mas após análise inicial duas foram inabilitadas por não cumprimento de itens previstos edital.

Conforme a Sinfra, as empreiteiras ENPA Engenharia e Parceria eirelli, Construtora Amil Ltda, Fratello Engenharia Ltda e Construtora Agrienge Ltda seguem participando das demais fases. As desclassificadas foram Tripolo Ltda e Geosolo Engenharia Planejamento e Consultoria Ltda. O próximo passo da Comissão Permanente de Licitação (CPL) é avaliar as propostas de preço apresentadas pelas empresas classificadas no certame.

A sessão para abertura dos envelopes acontece nesta sexta-feira (16) a partir das 14 horas. Nessa fase ainda há possibilidade de recursos e contestações. Somente após o término dos prazos recursais será emitido um relatório para o titular da Sinfra, Marcelo de Oliveira, analisar e autorizar a homologação da vencedora.

A obra é essencial para reduzir os transtornos enfrentados pelos moradores de Rondonópolis e demais motoristas que passam pela região onde a pista está tomada por buracos e muita poeira. O Anel Viário liga duas movimentadas rodovias federais (BRs 364 e 163) que registram intenso tráfego de carretas com outras rodovias estaduais: a MT-270, a MT-483 e também dá acesso à MT-130 que liga Rondonópolis a Primavera do Leste.

O edital prevê um prazo de oito meses para conclusão da obra a ser iniciada em até 15 dias após a confirmação do resultado final. A empresa escolhida irá executar obras de recuperação, limpeza, drenagem e sinalização de 16 quilômetros das rodovias MT-483 e MT-270, nos entroncamentos da BR-163 que contornam Rondonópolis.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.