27 de outubro de 2020
Mais
    Capa Bastidores Selma Arruda quer deixar o PSL do presidente Bolsonaro
    FIM DA LUA DE MEL

    Selma Arruda quer deixar o PSL do presidente Bolsonaro

    Imagem: Selma Arruda em campanha
    Selma Arruda durante campanha eleitoral em 2018 – Foto: reprodução/Facebook

    Eleita em 2018 com o slogan “a Senadora do Bolsonaro”, termo amplamente utilizado em sua campanha vitoriosa, a senadora Selma Arruda está avaliando deixar o PSL, legenda do presidente Jair Bolsonaro. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (29) na coluna do jornalista Guilherme Amado, na Revista Época.

    “Eleita por Mato Grosso e conhecida como “Moro de saias”, a senadora disse à coluna estar pensando na possibilidade e que tomará a decisão nos próximos dias. A ex-juíza não revela o motivo”, diz a nota publicada pelo colunista. Na legenda da foto utilizada, a coluna destaca que a senadora foi cassada pelo TRE-MT por caixa 2 e abuso de poder econômico.

    Juíza aposentada da magistratura mato-grossense, Selma se filiou ao PSL em abril de 2018 e grudou no presidenciável fazendo o máximo que podia para “vender” uma imagem aos eleitores de que era apoiadora irrestrita de hoje presidente e que tinha seu aval para discursar sobre temas que ele utilizava em sua plataforma de campanha.

    Resta agora saber quais são as causas da insatisfação repentina, pois no ato nacional de filiação do PSL em Cuiabá, no dia 17 deste mês, Selma Arruda disse que era “Bolsonaro até debaixo d’água”.

    A assessoria da senadora se posicionou por meio de conta. Confira abaixo:

    “A senadora Juíza Selma está analisando a possibilidade de se desfiliar do PSL. A  parlamentar decidirá nos próximos dias sobre o assunto. 
    É importante ressaltar que uma possível mudança de sigla não interfere no posicionamento de apoio da parlamentar ao governo”.

     

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS