Imagem: Thiago SIlva deputado
Foto: assessoria

O deputado estadual Thiago Silva (MDB) tem atuado em defesa de uma solução para o fim da greve da educação. Na Assembleia, o parlamentar tem buscado uma interlocução entre o governo e a categoria para que a paralisação que já dura mais de 60 dias chegue ao fim.

Thiago explicou que é solidário aos professores, pois a reivindicação do cumprimento da Lei 510/2013 é justa, por isso apoia os professores nesta pauta. O parlamentar, por outro lado, explicou a dificuldade fiscal do estado, mas acredita que com a votação da Lei que revisa a política fiscal de Mato Grosso, isto pode ser uma alternativa para incrementar a receita do Estado e garantir uma proposta do Governo à categoria.

O deputado como presidente da Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura e Desporto da Assembleia, tem também buscado desde o inicio da greve, um entendimento com o Governo e Sintep. Junto com a Comissão de Educação foi realizada em junho uma audiência pública para debater a greve e ainda foi protocolada uma proposta feita pelos membros da Comissão ao governo do Estado, com as pautas de pagamento do ganho real e reforma das Escolas no Estado.

Depois, Thiago ajudou a liderar uma construção de uma nova proposta feita por todos os deputados no mês de julho, onde foi apresentado ao Governo um pedido para o parcelamento do ganho real garantido pela lei 510/2013.

Nas últimas semanas, o parlamentar tem participado de reuniões com o Sintep  e com o Governo, avaliando propostas e buscando um entendimento para tentar dar fim a paralisação. “Conversamos e estamos trabalhando em conjunto com os demais colegas deputados para chegarmos a um consenso. Na última quinta-feira reunimos com vários deputados estaduais e federais para que na próxima semana possamos novamente reunir com o Governador e buscar uma solução para o encerramento da greve. A nossa preocupação é para os professores não perderem o direito adquirido em 2013. Entendemos que a qualidade da educação passa pela melhoria na estrutura nas escolas e da valorização dos servidores”, disse.

“Estou muito preocupado com a atual situação dos professores, muitos já tiveram a água e energia cortada e outros estão passando por dificuldades para alimentar. Ainda, não consegue crédito consignado para amortizar as dividas, pois estão sem salários, por isto defendo o aprofundamento nas negociações para chegar a uma proposta que atenda a categoria e nos próximos dias os professores possam retornar para a sala de aula”, disse.

Thiago também tem cobrado melhorias em 400 unidades de ensino em todo estado, em Rondonópolis conseguiu viabilizar o retorno de obras paradas de reforma das escolas Emanoel Pinheiro e Marechal Dutra em Rondonópolis e ainda o término da escola Maria Tereza.

O parlamentar também tem cobrado o fim das chamadas “Escolas de Lata” que tem o funcionamento em containers. Ele visitou as escolas Santa Claudina,  Padre Firmo, Hermelinda e José Pedro Gonçalves para constatar o problema, em alguns casos de salas de lata e em outros de falta de infraestrutura e buscado soluções junto a Seduc.

O deputado também é autor de um indicação que atende  também um pedido do Sintep que é a convocação dos professores classificados no último concurso da educação.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.