Imagem: atleta
Braima Dadó ampara Jonathan Busby – Foto: Michael Steele / Getty Images

Um atleta da Guiné Bissau deu um show de solidariedade e compaixão nesta sexta, 27, ao desistir da prova para amparar um adversário que se machucou.

Braima Dadó e Jonathan Busby cruzaram a linha de chegada juntos em último lugar e acabaram eliminados do Mundial de Atletismo de Doha.

Dadó abdicou da chance de finalizar a prova dos 5 mil metros para amparar Jonathan Busby, de Aruba, que teve uma lesão no músculo da perna. (vídeo abaixo)

“Eu acho que qualquer um naquela situação teria feito o mesmo”, afirmou Dadó em entrevista.

Aplausos

Apesar de terem sido os últimos a completar a prova – com quatro minutos a mais que o 18º colocado, 18m10s87 – os dois atletas foram ovacionados.

Eles ganharam aplausos de pé de aproximadamente 30 mil pessoas, que estavam presentes no Estádio Khalifa.

Braima Dadó disse em entrevista que pretendia bater seu recorde pessoal, mas quando viu que não seria possível ele decidiu que seria melhor ajudar o concorrente do que passar por ele.

Assista:

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.