Quase um mês após o suposto estupro de vulnerável ocorrido no dia 15 de agosto, uma menor de 11 anos resolveu contar para a mãe que teria sido estuprada por um casal “amigo da família” no bairro Luz da Yara, em Rondonópolis (MT). Imediatamente, a mulher acionou a Polícia Militar nesta quinta-feira (12), e os suspeitos foram encaminhados para delegacia.

Durante o registro do Boletim de Ocorrência, a mãe disse que permitiu que a filha dormisse na casa da suspeita de 19 anos, pois segundo ela estava passando por problemas conjugais.

Porém, durante conversa com a filha quase um mês após aquela noite, a menina disse que durante a madrugada, a suspeita começou a acariciar as partes intimas dela e posteriormente realizou sexo oral na mesma. Na sequência, a mulher teria obrigado a menina a também realizar sexo oral nela.

Ainda de acordo com as informações, todo o fato teria sido presenciado pelo esposo da suspeita de 25 anos, que se masturbava durante o abuso contra a menor.

Diante da situação a Polícia Militar acionou o Conselho Tutelar e posteriormente realizou a condução dos suspeitos para a 1ª Delegacia de Polícia.

As informações constam no Boletim de Ocorrência Nº 2019.274280

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.