12 de fevereiro de 2021
Mais
    Capa Destaques Deputado ameaça pedir prisão de secretário de Saúde por descumprir decisão
    CIRURGIA CARDÍACA

    Deputado ameaça pedir prisão de secretário de Saúde por descumprir decisão

    Imagem: Valdir Barranco
    Deputado Valdir Barranco – Foto: reprodução

    Ao discursar na tribuna da Assembleia Legislativa de Mato Grosso sobre o tema saúde pública, o deputado estadual Valdir Barranco (PT) ameaçou pedir a prisão do secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, por descumprimento de decisão judicial.

    Ele expôs a situação de uma moradora de Colniza (MT) que necessita de uma cirurgia cardíaca, obteve decisões da Justiça de Mato Grosso em primeira e segunda instância, mas até o momento a Secretaria Estadual de Saúde (SES) não cumpriu as determinações e nem autorizou o procedimento cirúrgico.

    Barranco relatou, durante a sessão matutina desta quinta-feira (12), que já havia conversado com o secretário, explicado a situação e aguardava uma resposta. Alertou que se isso não ocorrer até esta sexta-feira (13), ele vai orientar o advogado a ingressar com pedido de prisão do secretário.

    “É um crime de desobediência. E às vezes o Tribunal não sabe que essa senhora que está aguardando uma cirurgia cardíaca ainda não teve, em que pese há 30 dias o desembargador já tenha deferido o pedido de liminar”, observou o parlamentar.

    Sobre a decisão mais recente, assinada pelo desembargador Márcio Vidal, o deputado ressaltou que “é um desrespeito com o cidadão e com a Justiça do Estado que após ampla análise deferiu o pedido”.

    Procurada, a assessoria de imprensa da Secretaria Estadual de Saúde divulgou uma nota. Confira na íntegra:

    NOTA DE ESCLARECIMENTO DA SES-MT SOBRE DECISÃO JUDICIAL

    A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) esclarece, por meio da assessoria jurídica do órgão, que todos os pacientes, independentemente de ordem judicial ou não, são tratados de forma isonômica pela atual gestão, que desde que assumiu a pasta tem envidado todos os esforços para propiciar tratamento célere a todos que necessitam, bem como cumprir as ordens judiciais de acordo com cada determinação imposta.

    Na tarde desta sexta-feira (13), mesmo com diversas tentativas, a assessoria jurídica da Secretaria estadual de Saúde não conseguiu contato com o gabinete do referido deputado, a fim de esclarecer ou coletar informações específicas sobre o caso. Desta forma, a SES-MT enfatiza que, assim que obtiver informações pormenorizadas da notificação por parte Tribunal de Justiça, prestará esclarecimentos sobre o caso.

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS