Imagem: Ulysses e Xuxu
Ulysses Moraes e Xuxu Dal Molin – Foto: divulgação

A votação do projeto de lei que altera os cargos do MT PAR, empresa criada pelo Governo do Estado para gerar investimentos em Mato Grosso, rendeu uma discussão tensa entre os deputados Ulysses Moraes (DC) e Xuxu Dal Molin (PSC) nesta quinta-feira (12).

Eles trocaram xingamentos, ofensas, e colocaram no mesmo balaio até familiares do outro. Ao término da votação, o projeto de autoria do Governo do Estado foi reprovado por 13 votos. Somente seis deputados votaram a favor, mas foram derrotados. Ulisses defendia a reprovação sob argumento de que seria apenas um “cabide de emprego”.

Disse que o Xuxu sequer leu o projeto e estava defendendo que fosse aprovado. “Quando se refere a enxugar a máquina pública, vossa excelência se manifesta de maneira contrária. Espero que o seu posicionamento venha a ser coerente com seu discurso de enxugamento da máquina pública”, emendou Moraes.

Dal Molin era favorável à aprovação da matéria e rebateu dizendo que foi Ulisses que articulou e conseguiu emplacar o pai num cargo comissionado no Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT) com salário de R$ 13 mil.

“Eu não nomeei meu pai em cargo público. Baixa tua bola, já liberei o governo do Estado, não tenho cargo no governo. Eu não me apego a grupinho nenhum a movimento nenhum. Não uso passagens desta casa para ir a reunião política, o senhor me respeite”, disparou Dal Molin.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.