Martin Gaudioso, 55, caçava javalis em uma floresta no sul da Itália, quando, por acidente, seu filho o confundiu com a caça e atirou. O pai morreu no local.

Segundo a polícia local, os dois estavam em uma área cheia de árvores nas montanhas de Alburni, a cerca de 120 km de Nápoles. Os dois estavam em situação irregular, caçando antes do início oficial da temporada de caça, que será no dia 2 de outubro, e estavam numa área além da permitida para caçadores.

As autoridades disseram que, pouco tempo depois de chegarem à floresta, os dois cachorros que os acompanhavam começaram a latir, indicando a presença de javalis. O pai, sem querer, acabou entrando na linha de tiro do filho, que confundiu a silhueta do homem com o animal e atirou.

“Ele disse que achou que tinha atirado em um javali, mas atirou no pai”, disse a polícia. “Ele começou a procurar ajuda imediatamente… ele estava completamente destruído”.

O homem foi acusado de assassinato e teve as armas confiscadas

Caso não é isolado

Surpreendentemente, histórias de caça que deram errado não são tão incomuns na região. Dois meses atrás, um outro caçador atirou na própria cabeça, sem querer, enquanto estava caçando.

Em outubro de 2018, um rapaz de 20 anos morreu depois de ser confundido com um javali pelo companheiro de caça, assim como aconteceu com Martin e seu filho.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.