Imagem: Marcelo Ferraz
Jornalista Marcelo Ferraz é encontrado morto – Foto: divulgação

Dado como desaparecido desde o último sábado (28) quando saiu de casa para se encontrar como amigos no centro de Cuiabá, o jornalista e escritor Marcelo Leite Ferraz, de 38 anos, foi encontrado morto na tarde desta segunda-feira (30).

O corpo, com sinais de violência, foi localizado num terreno baldio próximo de uma construção no bairro Bosque da Saúde. O local fica nas proximidades da lanchonete McDonalds. A Delegacia Especializada em Homicídios e Proteção à Pessoa (DHHP) assumiu a investigação.

A Polícia Civil informou que o pai da vítima esteve no local e reconheceu o corpo. Policiais da DHPP fizeram a liberação do corpo ao Instituto Médico Legal de Cuiabá (IML) para procedimentos de necropsia. A PJC não informou quais tipos de ferimentos, se são perfurações de faca, de arma de fogo, ou lesões ocasionadas por outros objetos como madeira ou pedra. Esses detalhes serão apontados por peritos do IML.

No entanto, o irmão do jornalista, Guto Ferraz Júnior, fez uma publicação em seu Facebook informando que Marcelo foi morto a pedradas. “Obrigado a oração de todos , mas meu irmão foi assinado a pedradas….. Deus abençoe a todos!”, postou ele nesta tarde.

Até então, Marcelo era dado como desaparecido e familiares e amigos vinham divulgando em grupos de redes sociais um cartaz confeccionado pela Polícia Civil com sua foto e os telefones para contato caso alguém soubesse de seu paradeiro.

O jornalista morava com a mãe. De acordo com ela, Marcelo saiu de casa no sábado para ir à Praça da Mandioca se encontrar com amigos. Porém, ele não apareceu na praça e nem retornou para casa. Um boletim de ocorrência foi registrado na DHPP na manhã desta segunda-feira.

Marcelo Ferraz era jornalista, escritor e articulista com vários artigos publicados em jornais e sites de notícias de Mato Grosso.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.