Imagem: Gilberto Figueiredo
Secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo contesta dívida de R$ 63 milhões – Foto: Secom-MT

Após o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) intensificar as cobranças ao Governo do Estado sobre repasses da saúde ao município de Cuiabá que estão atrasados desde o governo anterior, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) se manifestou nesta sexta-feira (6). Pinheiro cobra mais de R$ 60 milhões que garante estar em atraso. Já a SES afirma que a dívida é bem menor, no total de R$ 39 milhões.

Em nota divulgada no site do Governo do Estado, afirma que o relatório financeiro do Sistema Integrado de Planejamento, Contabilidade e Finanças (Fiplan) constatou que, de janeiro a setembro de 2019, a Secretaria de Estado de Saúde, repassou R$ 75.767.019,60 à Prefeitura de Cuiabá.

“Referente ao ano de 2019, estamos rigorosamente com todos os pagamentos em dia. Não apenas com Cuiabá, mas com todos os 141 municípios de Mato Grosso”, afirmou o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo.

Conforme o Governo, a SES herdou uma dívida no total de R$ 63.573.354,56, referentes aos anos de 2016, 2017 e 2018. Porém, o secretário esclareceu que o Estado está realizando repasses e que parte da dívida já foi paga, restando, cerca de R$ 39 milhões do passivo.

“Do total de R$ 63 milhões, efetuamos o pagamento de R$ 23.743.136,08. O Governo do Estado faz um grande esforço para efetivar o pagamento dos recursos e garantir a prestação de serviços de saúde à população da Capital e do interior do Estado”, finalizou o gestor.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.