Imagem: senadora Selma Arruda
Senadora Selma Arruda – Foto: reprodução/Facebook

A filiação da senadora Selma Arruda ao Podemos está marcada para esta quarta-feira (18), em Brasília (DF). A assinatura do termo de filiação será realizada durante um almoço com as principais lideranças do partido e em seguida, às 14 horas, o anúncio oficial será feito em uma coletiva de imprensa no Salão Azul do Senado.

Selma está se desligando do Partido Social Liberal (PSL) por divergências políticas e pressão de membros do partido para ela recuar do apoio já anunciado ao requerimento de criação da CPI da Lava Toga. Apesar de deixar o partido do presidente Jair Bolsonaro, ela “reafirma seu compromisso com o Brasil e deverá se manter na base de sustentação do governo sempre que avaliar ser o melhor para o país”.

Outro motivo de seu descontentamento está o que ela chamou de falta de apoio na questão que envolve o processo de cassação de seu mandato. Ela recorre no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para tentar reverter uma decisão unânime do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) que cassou seu mandato no dia 10 de abril deste ano por caixa 2 e abuso de poder econômico nas eleições de 2018.

Em entrevistas a veículos nacionais, como Estadão e Folha de S. Paulo, Selma disse que lideranças do PSL estavam pressionando-a para que retirasse a assinatura da CPI da Lava Toga e para isso citavam o processo de cassação que ela responde e recorre de uma decisão desfavorável. Ela diz ser inocente e alega não ter praticado caixa 2 nas eleições.

“Mantenho meus princípios de magistrada e de pessoa que preza pelo combate à corrupção. O fato de ingressar no Podemos não me tira desse enredo, ao contrário, ele me traz apenas para um ambiente onde eu possa ser mais acolhida, onde eu me sinta mais independente para construir um Brasil melhor para todos”, diz a senadora por meio de sua assessoria de imprensa.

A senadora diz estar otimista, muito feliz e honrada pelo convite do Podemos. Aos integrantes do PSL, agradece pelo apoio recebido enquanto esteve filiada à  legenda. “Reitero meu compromisso com o povo mato-grossense e com o Brasil, em consonância com a luta contra a corrupção e com o comportamento ético no trato da coisa pública”, pontua a juíza aposentada. A apresentação da parlamentar aos membros do partido em Mato Grosso ainda aguarda agenda dos senadores da sigla.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.