Imagem: prefeitura de Cuiabá
Prefeitura de Cuiabá – Foto: Sicom Cuiabá

Profissionais da Educação de Cuiabá terão 3,70% de ganho real. O percentual foi aprovado por unanimidade pela categoria, na última sexta-feira (21), durante assembleia geral. Somados aos 3,31% de recomposição salarial, já concedido e implantado na folha do último mês de julho, os servidores terão 7% de reajuste total.  Respeitando a lei de Responsabilidade Fiscal e os alertas do Tribunal de Contas de Mato Grosso, o percentual de ganho real será incorporado aos salários dos profissionais no mês de fevereiro de 2020.

De acordo com o prefeito Emanuel Pinheiro, com esse percentual, a gestão cumpre os compromissos assumidos junto aos profissionais da Educação, com responsabilidade orçamentária e fiscal. “Mantemos o compromisso assumido pela gestão de forma responsável, pagando os salários em dia, valorizando o trabalho realizado pelos profissionais da Educação e ao mesmo tempo, não comprometendo as contas do Município. Temos dificuldades, mas oferecer o terceiro melhor salário inicial entre as capitais aos nossos servidores, não é despesa, é investimento.”, destacou.

“Estamos trabalhando com um limite seguro das finanças municipais, por isso pudemos dar esse aumento. Valorizar o servidor da Educação é construir um futuro muito melhor para nossas crianças, o benefício é para todos!”, reforçou Pinheiro.

O secretário de Educação de Cuiabá, Alex Vieira Passos salientou que as negociações com o sindicato da categoria continuam. “Temos o interesse de ver os servidores valorizados e motivados, pois são responsáveis pelo futuro da Capital”, disse.

A proposta contempla outras reivindicações da categoria como o envio previsto para outubro, da Lei Orgânica dos Trabalhadores da Educação para aprovação na Câmara de vereadores e a manutenção dos trâmites normais dos processos de licenças-prêmios, atualmente sem nenhum registro de pendências, e das elevações de nível cujos pagamentos estão regularizados.

Em relação às elevações de nível, as solicitações apresentadas entre os meses de março a junho serão regularizadas até outubro e os pedidos apresentados após o mês de junho serão regularizados até dezembro de 2019 nesses casos, o pagamentos correspondentes serão realizados em 2020.

“Reafirmamos o compromisso da gestão Emanuel Pinheiro de transformar a oferta educacional da rede municipal de Educação de Cuiabá em uma referência nacional buscando a valorização dos profissionais, infraestrutura e proposta pedagógica adequadas a nossa realidade,  para isso mantemos as ações e programas como o Climatizar é Humanizar, de formação dos profissionais, as reformas, reconstruções e construção de unidades, a fim de que possamos ofertar um educação laica, de qualidade, gratuita e humanizada”, salientou Alex Passos.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.