Imagem: aluno deprimido supresa close
A surpresa para Ayran – Foto: reprodução / Instagram

O que fazer quando um adolescente de 13 anos deprimido sinaliza o perigo? : “Eu estava com minha autoestima no fundo do poço. Eu estava quase desistindo, afinal, não fazia diferença mesmo. Eu não gostava de nada em mim e não tinha vontade nenhuma de continua tentando, porque eu sabia que não daria”.

A resposta é agir rápido, ajudar, socorrer. Foi o que fizeram esta semana, alunos de uma escola de Cascavel, no Paraná. Eles tomaram uma atitude de gente grande e se mobilizaram para elevar a autoestima do colega Ayran Prestes. Eles prepararam um café da manhã especial, decoraram a sala junto com a professora e mostraram o quanto Ayran é importante.

“SURPRESA!!”, gritaram todos quando o garoto entrou na sala. Emocionado, o adolescente começou a chorar e ouviu da boca da professora, as palavras que precisava: “Não existe nada tão leve que você precise carregar sozinho, e nada tão pesado que ninguém possa te ajudar a suportar”, ensinou a professora Jaqueline.

Ela disse no vídeo: “A gente fez isso pra mostrar que a gente tá aqui com você. A gente tá aqui para celebrar a vida. A gente ama muito você. Todo mundo organizou isso pra você”. (vídeo abaixo)

A crise

Depois do vídeo que se espalhou no Instagram, a reportagem do SnB procurou Ayran para entender o que estava acontecendo ele explicou:

“Eu tenho tido essas crises desde do começo do ano, mas sempre escondi elas (sic) por vergonha do que todo mundo iria pensar”, contou Ayran Prestes em entrevista ao SóNotíciaBoa.

Ele disse que esse sentimentos o acompanham desde o começo do ano:

“Eu confesso, esse ano estava sendo um dos piores da minha vida. Diversos conflitos comigo mesmo e crises que vieram para me atormentar acabaram completamente com meu psicológico, deixando-me desgastado ao extremo e com minha autoestima no fundo do poço”, escreveu no Instagram.

Até que teve uma crise esta semana e saiu correndo e chorando:

“Eu estava quase desistindo, afinal não fazia diferença mesmo, eu não gostava de nada em mim e não tinha vontade nenhuma de continuar tentando, porque eu sabia que não daria nada. Eu fiquei remoendo toda essa angústia e mágoa por semanas, até que na última quarta-feira, eu acabei explodindo em lágrimas durante a aula e tive que ir embora correndo”, lembrou.

Apoio

E foi justamente no Colégio Expressão, onde estuda, que ele encontrou o apoio que precisava.

“Mas meus amigos atenciosos me ajudaram muito, gravaram vídeos em minha homenagem e até cantaram músicas para mim. Como também teve a festa surpresa. Eles estão sempre do meu lado e eu estou bem melhor já”, contou ao SnB.

A manifestação de carinho fez Ayran descobrir que não estava sozinho.

“Quando eu pensei que eu estava sozinho, que eu não tinha ninguém comigo e que era o fim, meus amigos me mostraram que eu estava errado. Eles me mandaram mensagens, fotos, vídeos e homenagens para me fazer sentir melhor e em questão de um dia, organizaram uma festa surpresa para me deixar feliz novamente: e dessa vez, essa felicidade vai demorar para acabar”, disse.

“Eu percebi que eu tenho mais do que colegas no Expressão, eu tenho uma família que eu posso contar a hora que eu precisar… que eu não estou sozinho, que eu estou rodeado por pessoas que me amam de verdade e moveriam montanhas por mim, assim como eu faria por eles”.

E o garoto agradeceu:

“Obrigado por acenderem a chama do amor no meu coração, eu amo muito vocês e me lembrarei de vocês para sempre!”, escreveu no Instagram

Os pais de Ayran também ficaram comovidos com a boa ação: “Eles acharam incrível, gostaram muito e também me ajudaram bastante”, concluiu o adolescente.

Assista ao vídeo da surpresa e veja como pode ser simples ajudar alguém que está precisando:

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.