22 de outubro de 2020
Mais
    Capa Notícias Economia Com bandeira vermelha, conta de energia vai aumentar ainda mais em novembro
    PREPAREM OS BOLSOS

    Com bandeira vermelha, conta de energia vai aumentar ainda mais em novembro

    Não bastassem os altos valores cobrados pela Energisa nos últimos meses, os mato-grossenses podem se preparar para receber contas ainda mais caras

    Imagem: 1d9396de879c03c10d7cfc4cfa690aeb
    Mato-grossenses pagarão mais caro pela conta de luz em novembro – Foto: Divulgação

    Se nos meses de setembro e outubro quando bandeira amarela estava em vigor, o consumidor mato-grossense se assustou com a conta de energia elétrica, para novembro é bom preparar o bolso e tentar economizar o quanto puder. É que no próximo mês os mato-grossenses pagarão mais caro pela conta de luz com a volta da bandeira vermelha no patamar 1.

    Nota divulgada pela própria concessionária Energisa informa que o acionamento da bandeira vermelha haverá acréscimo de R$ 4,1 para cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. Em outubro, a bandeira tarifária amarela teve o custo adicional menor, de R$ 1,50 a cada 100 kWh. Esta é a 3ª vez que a bandeira vermelha de patamar 1 é acionada este ano pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e reflete o baixo nível de abastecimento dos reservatórios das hidrelétricas.

    De acordo com a concessionária, novembro geralmente é o mês em que o nível dos reservatórios começa a subir, com o aumento das chuvas. Em 2018, por exemplo, o nível estava mais elevado de modo que a bandeira amarela foi acionada no 11º mês e a verde no 12º. Este ano, a estiagem foi mais intensa e, segundo a Aneel, o regime de chuvas regulares tem se revelado significativamente abaixo do padrão histórico nas principais bacias hidrográficas do Sistema Interligado Nacional (SIN). Veja documento na integra AQUI.

    Bandeiras tarifárias

    O sistema de bandeiras tarifárias foi criado pela Aneel em 2015 e reflete os custos variáveis da energia do mercado regulado. Têm como objetivo sinalizar aos consumidores os custos reais da geração de energia elétrica. Para os consumidores, a bandeira tarifária vermelha significa custos maiores e peso no orçamento familiar, tendo em vista o alto consumo de energia devido ao forte calor característico desta época do ano em Cuiabá.

    CPI da Energisa

    Nesta terça-feira (29), o município de Rondonópolis, recebe uma audiência pública às 19h realizada pela Comissão Parlamentar de Inquérito, a CPI da Energisa, instalada na Assembleia Legislativa. A ideia é debater a qualidade dos serviços prestados pela concessionária no fornecimento de energia elétrica em Mato Grosso por causa de milhares de reclamação de serviços de péssima qualidade e talões com valores abusivos.

    A audiência será realizada na Câmara Municipal de Rondonópolis e solicitada pelos deputados estaduais Thiago Silva (MDB) e Sebastião Rezende (PSC).

    Assembleia Legislativa

    No Legislativo Estadual já foram definidos os membros da CPI da Energisa que tem Elizeu Nascimento (DC) como presidente. O deputado estadual Carlos Avalone (PSDB) é o relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Energisa enquanto Thiago Silva (MDB) é o vice-presidente da CPI.

    De acordo com a assessoria de Elizeu Nascimento, os membros estão aguardando um protocolo da Casa para chamar os convidados que serão ouvidos na CPI.

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS