Imagem: pessoas escrevendo no computador
Foto: reprodução

Bom dia, boa tarde, boa noite, boa madrugada para vocês, hoje o tema tem tudo a ver com o site, porque somos os campeões da informação, e sem a internet e sem vocês nos não existiríamos.

Já conhecem a coluna?

Aqui vocês encontraram um artigo em linguagem simples sobre temas do dia a dia, que realmente impactam a sua vida, falamos do contexto e da lei em questão, sem palavras difíceis, para que você o cidadão leigo possa entender e cobrar os seus direitos.

A sociedade da informação exige que, cada vez mais, nós executemos mais tarefas, buscamos mais informações, rompendo os limites de horários e distâncias físicas; ações que devem ser executadas num tempo e espaço diferente, ou seja, digital.

Quantos “amigos” nós nunca nem vimos, ou estão do outro lado do mundo?

O surgimento da tecnologia digital e a criação da Internet, pela inclusão de dois novos elementos: a velocidade, cada vez maior na transmissão de informações e a origem da informação pode vir de qualquer lugar.

Falo isso porque com as facilidades também vieram os perigos, e como o “malandro” também se atualiza, a internet que faz tudo mais fácil, também fez a vida do estelionatário mais fácil.

Vou contar um golpe que uma cliente minha caiu, ela conheceu um oficial da marinha americana, noivaram sem se conhecer, ela “descobriu” que ele teria um fundo da marinha para se casar de meio milhão de dólares, só tinha que depositar R$ 50 mil dólares para a marinha liberar o fundo.

Como não tinha, o “noivo” explicou que não havia problemas, que ela mandasse o que tivesse, pois seus irmãos de farda completariam o resto, resultado, mandou todo o dinheiro que tinha, e depois que o “noivo” sumiu descobriu que tudo não passará de um golpe.

Os golpista praticam um crime previsto no código de processo penal chamado estelionato, assim diz a lei :

“Art. 171 – Obter, para si ou para outrem, vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil, ou qualquer outro meio fraudulento:

Pena – reclusão, de um a cinco anos, e multa, de quinhentos mil réis a dez contos de réis.”

Tá certo não existe mais contos de réis, é que o Código Penal é muito antigo, mas essa lei ainda está valendo e é isso que os juízes usam para punir os criminosos.

Com isso queremos que vocês entendam uma coisa, não existem ganhos rápidos com riscos baixos, todas as vezes que lhe oferecerem uma vantagem e não tiver nenhum risco, e o retorno for rápido é fraude.

Então sem mais delongas vamos aos 5 golpes mais aplicados pela internet.

  1. Golpe da revisão de contrato, baixando os juros, o valor da parcela, e o preço final do contrato.

Pessoal, é possível sim fazer a revisão do seu contrato, mas uma revisão total do contrato onde o próprio preço final do produto fosse diminuído, é raríssimo e eu mesmo nunca vi, podendo existir mais no campo das possibilidades, tipo assim, você acertar o nome de 10 pessoas sem nunca ter visto elas.

  1. Fraude da antecipação de dinheiro.

É aquela na qual um golpista procura induzir uma pessoa a fornecer informações confidenciais ou a realizar um pagamento adiantado, com a promessa de futuramente receber algum tipo de benefício.

Por meio do recebimento de mensagens eletrônicas ou do acesso a sites fraudulentos, a pessoa é envolvida em alguma situação ou história mirabolante, que justifique a necessidade de envio de informações pessoais ou a realização de algum pagamento adiantado, para a obtenção de um benefício futuro. Após fornecer os recursos solicitados a pessoa percebe que o tal benefício prometido não existe, constata que foi vítima de um golpe e que seus dados/dinheiro estão em posse de golpistas.

Olha toda semana alguém tem me procurado por causa disso, fiz esse artigo justamente por causa desse golpe.

  1. Golpes de comércio eletrônico

O estelionatário cria um site fraudulento, com o objetivo específico de enganar os possíveis clientes que, após pagarem, não recebem as mercadorias.

Os estelionatários são bons de psicologia, eu mesmo, sabendo que era fraude, me deu vontade de comprar uma tv que custa R$ 10 mil, por R$ 4 mil em site falso de uma loja grande.

  1. É uma mensagem que possui conteúdo alarmante ou falso e que, normalmente, é feita no nome, ou aponta como autora, alguma instituição, empresa importante ou órgão governamental. Uma leitura atenta de seu conteúdo, normalmente, é possível identificar informações sem sentido e tentativas de golpes, como correntes e pirâmides.

Nesse tipo de golpe já vem um boleto para você pagar a sua dívida de R$ 1 milhão com o governo por R$ 10 mil, já viu onde isso vai dar né.

  1. Fraude do recadastramento.

O estelionatário entra em contato de alguma forma para convencer a vítima que ele terá que se recadastrar em alguma instituição que faz parte, e nisso informar seus dados antigos e seus incluindo a senha, nos mais elaborados deles, o estelionatário pede que você corte o cartão ao meio com uma tesoura, e manda um serviço de entrega pegar o seu cartão.

Que será despachado para onde o estelionatário estiver, com sua senha e agora cartão em mãos já viu “né”.

 

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.