Imagem: Julio Campos
Ex-governador Júlio Campos transferiu seu domicílio eleitoral para Cuiabá- Foto: divulgação

De olho nas eleições do próximo ano, o ex-governador Júlio Campos (DEM) transferiu seu domicílio eleitoral de Várzea Grande para Cuiabá.

Com isso, se houver consenso dentro do partido, ele poderá ser o nome da legenda para encarar uma disputa pela Prefeitura de Cuiabá . Outra possibilidade é encabeçar uma chapa numa eventual eleição suplementar ao Senado para a vaga da senadora Selma Arruda (Podemos).

Mas neste caso, vai depender do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), responsável por apreciar recurso da senadora que recorre de uma decisão unânime do TRE-MT que cassou seu mandato em abril deste ano e determinou a realização de eleição suplementar, se o acórdão for confirmado pelo TSE.

Ao AGORA MATO GROSSO, Júlio Campos confirmou a transferência do título eleitoral, por entender que nenhum membro da família Campos poderá disputar as eleições municipais de 2020 em Várzea Grande para suceder a prefeita Lucimar Campos.

“Sim, sou eleitor da 0283 Secão da 51° zona eleitoral de Cuiabá, localizada na Escola Madre Martha Cerruti”, disse o ex-governador, que por enquanto desconversa quando questionado se será ou não o nome do Democratas para tentar assumir a cadeira hoje ocupada pelo prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).

Sobre uma possível disputa à reeleição por parte de Emanuel Pinheiro, alguns integrantes do DEM, a exemplo de Júlio Campos, são a favor de uma coligação. Mas outra ala do partido que inclui o governador Mauro Mendes e o suplente de senador, Fábio Garcia, rechaça qualquer possibilidade de apoiar Pinheiro para disputar um segundo mandato.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.