Imagem: acusado de matar jornalista
Local onde o jornalista foi morto e o suspeito pelo homicídio – Foto: João Vieira/Gazeta Digital

A Polícia Civil localizou a mulher citada como namorada de John Lennon da Silva, 21, preso sob acusação de ter matado o jornalista e escritor Marcelo Leite Ferraz, de 38 anos no último sábado (28 de setembro). Lennon confessou a autoria do homicídio e informou à polícia que matou a vítima porque ela teria mantido relacionamento sexual com a mulher com quem mantinha um relacionamento.

Em depoimento ao delegado Fausto Freitas, responsável pelo inquérito, B.B.V. desmentiu parcialmente a versão dada pelo suspeito. Ela confirmou que, de fato tinha um relacionamento com John Lennon, e que no dia do fato estava com o rapaz e mais outro usuário de drogas próximos da avenida Historiador Rubens de Mendonça (Av. do CPA).

Porém, a jovem nega que estivesse fazendo sexo oral na vítima até ambos serem flagrados pelo assassino confesso. Conforme o relato da testemunha ao delegado, em um dado momento, John saiu do local e retornou momentos depois com a vítima. Em seguida, o grupo se deslocou até o terreno baldio, onde o jornalista foi encontrado morto. No local do crime, a mulher se desentendeu do grupo e saiu, permanecendo no terreno o suspeito e a vítima.

Imagem: acusado de matar jornalista
Jonh Lennon da Silva – acusado de matar o jornalista Marcelo Ferraz – Fotos: divulgação

John Lennon disse em depoimento que matou o jornalista porque encontrou a namorada mantendo relação sexual com a vítima, o que contraria a versão apresentada pela testemunha.

A mulher afirma que após sair do terreno baldio foi para uma casa na região, local utilizado por outros usuários de droga. Ela relata ainda que estava há dias sem comer e dormir e que o suspeito disse antes à ela que tentaria conseguir dinheiro com a vítima para comprar drogas.

Depois de 20 minutos, John Lennon apareceu na casa dizendo que estava arrependido de algo que cometeu, sem citar o que ocorreu. Ele e a mulher discutiram por causa de drogas e o rapaz disse que sairia para conseguir entorpecente, retornando depois com droga. Voltaram a discutir, porque na casa tinha outras pessoas e John Lennon teria ficado enciumado, mostrando uma faca para B.B.V, que amedrontada, saiu do local e não voltou mais a ver o suspeito.

Os policiais continuam realizando outras diligências para reforçar as provas do caso.

O crime

O jornalista Marcelo Ferraz foi encontrado morto na segunda-feira (30) num terreno baldio próximo ao viaduto da Avenida do CPA no bairro Bosque da Saúde. O corpo tinha sinais de violência física e foi reconhecido pelo pai da vítima que registrado o desaparecimento do filho no dia 28 de setembro, depois que ele saiu de casa e não mais retornou.

Na terça-feira desta semana, a Polícia Militar localizou John Lennon da Silva no bairro Baú, em Cuiabá, depois de receber informações de testemunhas onde ele estaria. Em depoimento à Polícia Civil, ele confessou a morte do jornalista, alegando que praticou o crime porque encontrou a namorada com a vítima. Marcelo Ferraz foi agredido com pedrada na cabeça e morreu em decorrência de traumatismo craniano.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.