Imagem: viatura pm
Viaturas da PM na Central de Flagrantes – Foto: Rafael Medeiros / AGORA MATO GROSSO

A Polícia Civil prendeu nesta quarta-feira (9) um homem de 44 anos, suspeito de estuprar e transmitir o vírus HIV para sua enteada de 12 anos, em Cuiabá. A equipe de policiais civis da Gerência Estadual de Polinter e Capturas (Gepol) realizou a prisão ao localizar o suspeito trabalhando num mercado, no bairro Jardim Florianópolis.

Segundo a polícia, os abusos ocorreram em 2017. O padrasto, mesmo tendo ciência de que era soropositivo, não usou preservativo ao violentar sexualmente a menor. Os atos foram praticados mais de uma vez, conforme revelou a garota.

O crime só foi descoberto em 2018 após a gravidez da menina ser revelada. Dessa relação, nasceu uma criança que não foi contaminada pelo vírus. O bebê hoje tem um ano e mora com a avó. A vítima passou a conviver com a doença e faz tratamento.

Após o cumprimento da ordem de prisão, o então foragido foi encaminhado para audiência de custódia e deverá permanecer a disposição da justiça.

Gravidez e abuso

A mãe da adolescente acreditava que a filha estava grávida de outro adolescente que morava no bairro. Então, levou a filha para fazer exames numa policlínica, onde a enfermeira constatou alteração nos resultados.

Ao descobrir o vírus, a menina contou para a mãe que foi estuprada pelo padrasto. A mãe e a adolescente não sabiam que o suspeito era soropositivo.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.