Imagem: Toninho e Misael
Vereadores Toninho de Souza e Misael Galvão – Foto: Rafael Medeiros / AGORA MATO GROSSO

O vereador Toninho de Souza (PSD) será o novo relator da Comissão Parlamentar de Inquérito que visa investigar o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB). Batizada como CPI do Paletó na Câmara Municipal da Capital, a Comissão terá ainda o vereador o Sargento Joelson (PSC) como membro. Ambos integram a base governista de Pinheiro na Casa.

A alteração foi determinada pela Justiça após uma série de embates entre parlamentares da oposição e a Mesa Diretora sob o comando de Misael Galvão (PSB), defensor do prefeito no Legislativo Municipal. Os novos integrantes da CPI foram nomeados nas vagas antes ocupadas  Adevair Cabral (PSDB) e Mário Nadaf (PV), por determinação do juiz juiz Wladys Roberto Freire do Amaral, da 4ª Vara Especializada da Fazenda Pública. Misael chegou anunciar que recorreria da decisão para não alterar a composição da CPI, mas perdeu o prazo de protocolar o recurso.

O magistrado acatou um mandado de segurança interposto pelo vereador Diego Guimarães (PP) que apontou uma manobra dos parlamentares governistas que assinaram o requerimento depois que já tinha sido protocolado em dezembro de 2017 e foram nomeados na CPI, para, segundo Diego, “blindar” o prefeito e  ao final produzir um relatório favorável a ele.

Em coletiva na tarde desta quinta-feira (3), o presidente Misael Galvão anunciou a mudança após ter sido notificado pela Justiça por duas vezes para que cumprisse a decisão que determinou a troca de dois integrantes e retomada dos trabalhos que estão suspensos desde março de 2018.

Toninho disse que está pronto para iniciar os trabalhos assim que a nova resolução for publicada e se se houver recurso contestando a nova composição, isso ficará à cargo da Procuradoria da Casal.

“Quem faz o julgamento é o plenário e não a comissão que faz apenas o levantamento daquilo que foi objeto da representação. E neste papel estarei exercendo a minha função com muita responsabilidade que sempre exerci dentro da Câmara Municipal de Cuiabá. Não vamos aceitar ilações, mas vamos realizar o nosso trabalho. Vamos levantar as informações com muita responsabilidade nos colocando ao lado do Sargento Joelson, do presidente da CPI, o vereador Marcelo Bussiki”, disse Toninho de Souza.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.