27 de outubro de 2020
Mais
    Capa Notícias Manchete Rondonópolis | Procon-MT participa de audiência para debater sobre energia elétrica
    CONTAS ABUSIVAS

    Rondonópolis | Procon-MT participa de audiência para debater sobre energia elétrica

    Conforme o órgão de defesa e proteção aos consumidores, a Energisa acumula desde janeiro de 2018 mais de 10 mil reclamações

    Imagem: Camara de Rondonópolis
    Câmara de Vereadores de Rondonópolis – Foto: assessoria

    Desde que começou a atuar em Mato Grosso, a concessionária encarregada da distribuição de energia elétrica no estado lidera o ranking de reclamações do Procon-MT. Frente a essa situação, o Procon estadual participa de audiência pública sobre o tema em Rondonópolis (MT) nesta sexta-feira (1º),  às 19h, no Plenário da Câmara Municipal de Vereadores.

    A ideia é debater a qualidade dos serviços prestados pela Energisa no fornecimento de energia elétrica em Mato Grosso por causa de milhares de reclamação de serviços de péssima qualidade e talões com valores abusivos. A audiência é uma iniciativa da Assembleia Legislativa e foi solicitada pelos deputados estaduais Thiago Silva (MDB) e Sebastião Rezende (PSC).

    Conforme o órgão de defesa e proteção aos consumidores, a Energisa acumula desde janeiro de 2018 mais de 10 mil reclamações registradas somente nas unidades do Procon-MT. Cerca de 80% dessas reclamações são sobre cobranças abusivas e indevidas, conforme relatório divulgado em audiência pública na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, dia 15 de outubro deste ano.

    Ainda em outubro, o Procon-MT esteve em Nortelândia (MT) para a 3ª Reunião Extraordinária do Conselho de Consumidores de Energia Elétrica do Estado de Mato Grosso (Concel-MT). Lá também foram reunidas reclamações da população local sobre oscilações constantes de energia e não ressarcimento por danos materiais.

    As audiências públicas são oportunidades que a sociedade tem para se manifestar acerca de assuntos que afetam a coletividade e impactam diretamente na vida os cidadãos. No caso das relações de consumo, a população deve procurar os órgãos de proteção e defesa do consumidor para registrar suas reclamações, inclusive aquelas referentes à concessionárias de serviços públicos.

    “Enquanto Procon, ressaltamos que é fundamental que os consumidores registrem suas reclamações para que possamos atuar em defesa de uma relação de consumo equilibrada e justa. No caso dos serviços públicos administrados por concessionárias, é importante também procurar as respectivas agências reguladoras, responsáveis por fiscalizar essas empresas”, destaca a secretária adjunta do Procon-MT, Gisela Simona.

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS