Imagem: Marília MendonçaO fim de um show da cantora Marília Mendonça, na noite de segunda-feira (07/10/2019), terminou em arrastão e correria no centro de Belo Horizonte. O tumulto começou em frente ao palco, já nos momentos finais da apresentação.

A apresentação surpresa foi aberta ao público e faz parte do projeto Todos os Cantos, no qual a sertaneja grava uma música em cada capital do país. Em BH, ela estava gravando Graveto. Milhares de pessoas que foram assistir à cantora deixaram o local correndo pelas ruas.
A Polícia Militar (PM) não deu estimativa de pessoas presentes, mas um relatório da corporação registrou que o evento havia sido autorizado e liberado pela polícia para, no máximo, 15 mil pessoas. No entanto, ainda de acordo com eles, a apresentação reuniu “um público muito além do previsto”.
Em nota, a produção local também afirma que adotou “todos os procedimentos necessários para a realização do evento na Praça da Estação” e que a estimativa do público foi baseada no que foi registrado “nas outras 15 capitais que receberam a turnê anteriormente”.

Um laudo de vistoria do Corpo de Bombeiros consta que a entrada era controlada pela organização do evento com contagem manual e distribuição de pulseiras. Além disso, o sistema preventivo instalado para o show estava de acordo com a legislação de prevenção contra incêndio e pânico. O evento também não tinha restrição de idade. A polícia escoltou a cantora de seu hotel até a praça antes da apresentação e também depois. Ela ainda não se pronunciou sobre o ocorrido.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.