Imagem: Uber eats
Entregador de comidas da Uber Eats – Foto: ilustrativa

Um entregador de comida do aplicativo Uber Eats foi agredido e diz ter sido vítima de racismo durante uma entrega no condomínio Chapada dos Montes, no Parque Ohara, em Cuiabá. O trabalhador de 37 anos procurou a polícia e registrou um boletim de ocorrência nesta terça-feira (26).

Conforme o boletim de ocorrência n°2019.8739, o motociclista chegou à residência, porém, foi proibido de entrar com a moto. A vítima enviou uma mensagem ao cliente, que avisou que iria na portaria.

Surtado, o cliente chegou na portaria e proferiu palavras de baixo calão. Dentre as ofensas chamou o entregador “bosta, vagabundo, merda, macaco, preto e safado”. diz trecho do B.O.

O motociclista disse ainda que levou socos na cabeça, mesmo estando com capacete.

O caso foi registrado na 1ª Delegacia de  Polícia Civil. O nome do agressor não foi divulgado no registro policial. A reportagem não encontrou a defesa do suspeito. Não se sabe se ele já foi ouvido. O espaço segue em aberto.

Outro Caso 

Um outro registro envolvendo motorista de aplicativo ganhou a rede social nesta quarta-feira (27).

A motorista de transporte por aplicativo Rayssa Rayane Mattos do Nascimento Lopes Pereira, 25 anos, devolveu uma carteira, contendo mais de R$ 400 em dinheiro, esquecida por um passageiro.

Nas redes sociais, a motorista conta que na noite desta terça-feira (26), por volta de 21h, realizou uma corrida com o passageiro. Porém, pouco depois que o homem desembarcou ela percebeu que havia uma carteira no carro.

Rayssa o procurou nas redes sociais, mas não teve sucessão e então contatou o cliente através do e-mail que constava no cadastro da empresa de aplicativo. Em seguida, entrou em contato com o passageiro e fez a devolução.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.