Imagem: Alberto Machado
Alberto Machado, o Beto 2 a 1, presidente do Diretório Municipal do DEM em Cuiabá – Foto: divulgação

Apesar de algumas lideranças do Partido Democratas (DEM), insistirem no discurso de que ainda não é o momento para falar das eleições do próximo ano, reuniões e articulações com membros dos diretórios de Cuiabá e Várzea Grande continuam a todo vapor.

O próprio presidente do Diretório da Capital, Alberto Machado, o Beto 2 a 1, confirmou que na semana passada lideranças democratas se reuniram e “pacificaram” entendimento de que o partido vai lançar candidatos a prefeito nas duas maiores cidades mato-grossenses.  “Ficou definido que Cuiabá tem candidatura própria, Várzea Grande tem candidatura própria”, disse Beto 2 a 1 a um programa de TV da Capital.

Em Cuiabá, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) deve buscar a reeleição e espera contar com o apoio do DEM. O problema é que o governador Mauro Mendes, seu afilhado político Fábio Garcia, presidente do Diretório Estadual do Partido, e outros integrantes do grupo rechaçam essa hipótese.

Já em Várzea Grande, uma das possibilidades é o atual vice-prefeito José Anderson Hazama, que deve deixar o PRTB para se filiar ao DEM e já avisou que “está na pista”, ou seja, à disposição do grupo democrata.

Por lá, a prefeita Lucimar Campos, esposa do senador Jayme Campos, ambos do DEM, caminha para encerrar seu segundo mandato. Por isso o grupo trabalha para escolher um nome que seja de consenso interno para suceder a democrata.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.