O hospital Ramón y Cajal, em Madri, diagnosticou um homem jovem que não havia viajado para zonas de risco como o primeiro caso de dengue por transmissão sexual registrado na Europa, informaram fontes do estabelecimento à Agência Efe na quinta-feira (7).

Este é o primeiro caso de transmissão sexual autóctone, adquirida no local, na Espanha e na Europa – só há um caso similar na Coreia do Sul -, e o primeiro entre um casal do mesmo sexo.

O caso foi notificado no final de setembro no mesmo hospital. O parceiro sexual do paciente era um homem que havia viajado recentemente para Cuba e República Dominicana.

Ambos tiveram relações sexuais sem proteção no início de setembro, motivo pelo qual foram analisadas amostras de sêmen que deram resultado positivo.

A importância deste caso reside no fato de ser o primeiro registro de provável transmissão sexual do vírus da dengue em uma área sem a presença de mosquitos vetores da doença. Também é o primeiro em homens que fazem sexo com homens.

Segundo a (OPAS) Organização Pan-Americana da Saúde, cerca de 700 pessoas morreram de dengue neste ano na América Latina, sendo o Brasil o país mais afetado, com 485 mortes, seguido por Honduras (82), Colômbia (35), Guatemala (34) e México (20).

Com sintomas muito similares aos de outras doenças, como as viroses e a gripe, a dengue ainda é um assunto cercado de dúvidas entre grande parte da população, conforme explica Rodrigo Lima, da Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC).

— Além da prevenção da doença, que se faz evitando a proliferação do mosquito, é importante reconhecer com rapidez os sinais e sintomas da doença, e procurar atendimento médico sempre que necessário.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.