Com objetivo de fomentar a pauta da reciclagem de lixo tecnológico em todo o Estado, o deputado estadual Thiago Silva, apresentou na tribuna da Assembleia Legislativa, projeto de lei nº 1154/2019 que Dispõe sobre a coleta, reutilização, reciclagem, tratamento e disposição final deste tipo de lixo específico em Mato Grosso.

De acordo com o projeto, a coleta e reutilização de lixo tecnológico serão realizados para minimizar os impactos causados ao meio ambiente, promover a inclusão social e proteger a saúde pública.

As empresas produtoras, importadoras ou que comercializem os produtos deverão, no prazo do regulamento, apresentar ao órgão estadual competente, projeto de coleta e reutilização, ambientalmente adequados ou mecanismo de custeio para esse fim.
“Essa é uma demanda apresentada pela sociedade e acredito que devemos ter cuidado com a radioatividade e o lixo tecnológico, que é prejudicial à saúde do ser humano, e quando reutilizado da forma correta, gera emprego e renda ao cidadão”, disse o deputado Thiago.

É considerado lixo tecnológico os resíduos gerados pelo descarte de equipamentos eletrônicos de uso profissional, doméstico ou pessoal, como computadores, monitores de vídeo, telas, displays, impressoras, teclados, mouses, auto-falantes, drivers, modens, câmeras, baterias, televisores e os demais eletrodomésticos e eletroeletrônicos que contenham metais pesados ou substâncias tóxicas.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.