Imagem: Mauro Mendes e Mauro Carvalho
Governador Mauro Mendes e  o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho – Foto: Secom-MT

No que depender do governador Mauro Mendes (DEM) e sua equipe econômica, a reforma da Previdência aprovada pelo Congresso Nacional mediante polêmica e contestações, deverá ser estendida aos servidores estaduais de Mato Grosso. A alegação é de que sem a reforma o déficit na Previdência Estadual será de R$ 30 bilhões num período de 10 anos.

Conforme o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, o Governo do Estado pretende aderir à reforma aprovada em âmbito federal. Uma minuta do projeto já foi apresentada na manhã desta quarta-feira (13) ao conselho do MT Prev que é composto por representantes dos poderes constituídos e órgãos autônomos do Estado.

Membros do Ministério Público e do Tribunal de Justiça pediram vista da proposta. Dentre as argumentações para aprovação do projeto que promete gerar polêmica entre deputados e servidores públicos, o Governo do Estado afirma que existem hoje em Mato Grosso mais de 2 mil servidores aposentados com 45 anos de idade.

 

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.