Sirene em viaturas- Foto: arquivo AGORAMT
Polícia Militar foi acionada pela mãe do acusado – Foto: Arquivo – AGORA MATO GROSSO

Após ser agredida pelo filho, uma mulher de 49 anos chamou a Polícia Militar para conter o agressor que estava sob efeito de drogas. Hederson Damacena Santos Alves, 25 anos foi preso na noite desta segunda-feira (4), no bairro Bosque da Saúde em Cuiabá.

Ao ser detido ele apresentava ferimentos pelo corpo e justificou que tinha levado um “salve”, que é uma sessão de tortura e agressões físicas utilizada por integrantes de facções criminosas para impor “disciplina” aos membros.

Segundo consta no boletim de ocorrência nº 2019.331117, ao chegar no local, a guarnição da PM encontrou Hederson bastante alterado e todo machucado.

A mãe dele disse aos policiais que após agredi-la com chutes e empurrões, o filho começou a quebrar as coisas de dentro da casa. Segundo ela, o filho estava sob efeito de drogas e machucado porque teria levado um “salve”.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado para prestar socorro ao acusado que após ser atendido foi preso sob acusação de lesão corporal e encaminhado à Central de Flagrantes de Cuiabá para as providências necessárias.

 

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.