26 de outubro de 2020
Mais
    Capa Destaques Mãe e madrasta são presas por morte de garoto vítima de espancamento
    absurdo

    Mãe e madrasta são presas por morte de garoto vítima de espancamento

    Imagem: madrasta nova marilandia 1
    Luana é a mãe do menino e Fabiola é a companheira dela – Foto: Rede Social

    Duas mulheres foram presas na noite dessa terça-feira (26) suspeitas de serem responsáveis pela morte de Davi Gustavo Marques de Souza, 3 anos, em Nova Marilândia (MT). Uma delas é mãe da criança e a outra é madrasta. O garoto deu entrada em uma unidade de saúde com sinais de espancamento e foi encaminhado para Cuiabá onde morreu.

    Luana é a mãe do menino e Fabíola é a companheira dela. Segundo a Polícia Militar, que foi acionada por médicos, Fabíola teria levado o menino por volta das 19h30 desta terça-feira (26), até o Pronto-Atendimento de uma unidade de saúde e fugido após deixar a criança com os médicos. O garoto tinha diversos hematomas no corpo e ossos quebrados.

    Imagem: whatsapp image 2019 11 27 at 07.42.39Em rondas, a PM encontrou a madrasta e a mãe do menino na casa delas. Fabíola negou o crime e disse que não tinha envolvimento, enquanto a mãe chorou o tempo todo. A dupla foi encaminhada à Polícia Civil.

    Vizinhos disseram aos policiais que Davi era agredido constantemente pelas mães e sempre ouviam choros vindos da casa. De acordo com a Polícia Civil, que passou a investigar o caso, familiares do menino já foram ouvidos e confirmaram os espancamentos. O pai da criança ainda não foi ouvido oficialmente. Ele que encaminhou o garoto para Cuiabá.

    O laudo médico apontou que o menino morreu com uma fratura no fêmur. A madrasta justificou que o enteado teria caído jogando bola. Sobre as vermelhidões no corpo a mulher alegou que o menino teria sido prensado no portão eletrônico da casa.

    As mulheres foram presas e devem passar pela audiência de Custódia. Prontuário médico do atendimento do óbito e também da consulta feita em Cuiabá foram entregues à Polícia Civil. O caso segue sendo investigado. O PORTAL AGORA MATO GROSSO não conseguiu encontrar e ouvir a defesa das suspeitas. O espaço segue em aberto.

    Imagem: madrasta nova marilandia 7

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS