Imagem: aa96907e be9c 4bc0 b66a e6efac917be3
Arma, carregador e munições apreendidas na ocorrência – Foto: divulgação/PM

Uma mulher de 29 anos que se identificou como motorista de aplicativo foi presa pela Polícia Militar, em Várzea Grande, juntamente com o ex-presidiário Mikael Rodrigues do Nascimento Silva, 23 anos, que portava ilegalmente uma pistola calibre ponto 40. O flagrante foi registrado nesta quinta-feira (7), no pátio de um posto de combustíveis na Avenida Mário Andreazza.Arma, carregador e munições apreendidos na ocorrência – Foto: divulgação/PM

Ela afirmou que só tinha levado o passageiro ao local e o aguardava realizar uma transação. Já a Polícia Militar diz no boletim de ocorrência, que ela sabia que o criminoso portava uma arma ilegalmente e pretendia vendê-la no local onde foram detidos.

Mikael cumpre pena no regime semiaberto e usa uma tornozeleira eletrônica. De acordo com a Polícia Militar, o suspeito tentava vender a pistola e a mulher teria conhecimento do fato.

Imagem: Mikael ex presidiário
Ex-presidiário Mikael Rodrigues do Nascimento – Foto: divulgação/PM

De acordo com o documento policial, uma equipe da Polícia Militar em rondas viu Mikael, que tem passagens por homicídio e usa tornozeleira eletrônica, em atitude suspeita no posto. Ao perceber a proximidade da viatura, o ex-presidiário correu para o banheiro, onde foi abordado pelos militares. Com ele, foi apreendida a arma que estava em sua cintura.

Aos policiais militares, Mikael disse que estava no local aguardando “uma pessoa” a qual teria negociado a venda da arma. Ele confessou estar com Luana.

Abordada, a mulher se identificou como motorista de aplicativo e disse que levou o passageiro ao local, onde estava aguardando ele terminar a suposta negociação. As informações constam no boletim de ocorrência nº 2019.334704.

Com a mulher no veículo estava o filho que é autista, que foi entregue aos cuidados do Conselho Tutelar após a prisão da mãe. Na ocorrência, foi apreendida uma arma de fogo Glock calibre ponto 40 um carregador de pistola, duas munições do mesmo calibre intactas e um celular. Os acusados foram encaminhados à Central de Flagrantes.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.