Imagem: Fernando Correa
Avenida Fernando Corrêa da Costa será recapeada em Cuiabá – Foto: assessoria

O asfalto da Avenida Fernando CorrÊa da Costa, em Cuiabá, passará por recapeamento a partir desta terça-feira (12). A obra, realizada pela Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), é fruto de adesão em ata de registro de preço e vai ser realizada por etapas, a fim de reduzir os impactos no trânsito.

A Pasta contemplará o trecho entre o viaduto no trevo do bairro Parque Cuiabá, que dá acesso à rodovia MT 040 (Palmiro Paes de Barros) e o início da Ponte do Rio Coxipó. O primeiro bloqueio, de cerca de 300 metros, será feito amanhã (12) e os próximos serão anunciados conforme o desenvolvimento do trabalho.

De acordo com o titular da Pasta, Antenor Figueiredo, os recursos são oriundos do Fundo Municipal de Trânsito e Transportes Urbano (FMTU). “Por meio da arrecadação garantimos a capacitação dos servidores e a execução de políticas e obras voltadas ao setor, como esta, de pavimentação.”

O prefeito Emanuel Pinheiro destaca que além desta há uma série de obras e intervenções realizadas pela cidade. “Além de melhorarmos o caminho para quem mora na região Sul, estamos valorizando uma das nossas principais avenidas. São esforços para o bem coletivo, por isso contamos com a compreensão dos condutores, para uma Cuiabá melhor de se viver.”

A coordenadora de Engenharia da Semob, Adrielle Martins, explica que, durante esta fase será feita uma faixa reversiva, assim, os motoristas passarão a dividir uma faixa de rolamento, tanto no destino Centro-bairro, quanto ao contrário. Ou seja, a via terá duplo sentido de circulação durante a execução da obra.

Para facilitar o tráfego, um canteiro central foi aberto na região, possibilitando o desvio para a faixa de rolamento contrária. “Nesse trecho, de cerca de 300m, o condutor vai transitar como se estivesse em pista simples, em ambos os sentidos. Assim conseguiremos dar celeridade ao serviço, executado do outro lado da pista.”

Antenor recomenda ainda que os motoristas estejam atentos aos pontos de interdição, redobrando os cuidados. “Além de cavaletes e sinalização, durante as obras nossos agentes estarão no local para garantir o ordenamento do trânsito. Mesmo assim, os motoristas devem buscar rotas alternativas, evitando congestionamentos.”

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.