19 de setembro de 2020
Mais
    Capa Esportes + Esportes Craques do esporte que levam jeito para o poker

    Craques do esporte que levam jeito para o poker

    Imagem: Maurren MaggiEsporte da mente e com um caráter competitivo ao extremo, o poker atrai atletas de inúmeras modalidades esportivas que procuram desafios diferentes e competição ao mesmo tempo. Sendo assim, separamos uma seleta lista de esportistas que têm uma relação próxima com o esporte das cartas.

    Robert Kubica, piloto de automobilismo

    Piloto da Williams na última temporada de Fórmula 1, o polonês Robert Kubica quase perdeu sua vida em um acidente de rali em 2011 e ficou afastado da principal categoria do automobilismo durante oito anos. Na ocasião, ele quase perdeu os movimentos do braço direito no grave acidente que teve — foram necessárias muitas sessões de fisioterapia até que ele estivesse apto a guiar um carro de Fórmula 1 novamente.

    Imagem: 2019 Formula One tests Barcelona, Kubica (32309897777)

    Nesse período em que ficou afastado da Fórmula 1, Kubica jogou muito poker para preencher o vazio que sentia da falta de competitividade. Vale destacar que antes de sofrer o acidente Kubica já jogava poker com alguns pilotos da Fórmula 1, como Jaime Alguersuari, Giancarlo Fisichella e Nico Rosberg.

    Em uma entrevista para o site da britânica BBC, o polonês foi perguntado sobre quais pessoas ele gostaria de conhecer e respondeu da seguinte maneira: “Talvez Sebastien Loeb (piloto de rali), talvez Gus Hansen (jogador de poker). Sou um grande fã de rali, Loeb ganhou muito títulos — ele é quem poderia me dar conselhos. Gosto da maneira de Gus Hansen jogar poker.”

    Aos 35 anos e sem contrato renovado com Williams, Kubica não fez uma boa temporada na sua volta à categoria e está com futuro incerto na Fórmula 1 — ele pode partir para o DTM, a “stock car” alemã e principal categoria de carros de turismo da Europa.

    Bruno Soares, jogador de tênis

    Um dos melhores jogadores de duplas do mundo, o tenista Bruno Soares tem uma bela carreira no tênis profissional. Nas duplas, o brasileiro acumula cinco conquistas de Grand Slams e 32 títulos ao todo na carreira. Além disso, ele foi número 1 do mundo das duplas em 2016.

    Bruno é um amante dos jogos de poker, tanto que é visto com frequência em torneios de celebridades de fim ano — período que coincide com suas férias no tênis. O tenista conheceu o poker em 2005, através de um grupo de amigos em Belo Horizonte.

    Imagem: Bruno Soares

    Como Bruno teve uma lesão grave em 2005, que o afastou das quadras por quase dois anos, ele começou a ler livros sobre poker nessa época e a disputar campeonatos online. Além disso, também frequentou eventos ao vivo em Belo Horizonte.

    Porém, Bruno deixou o poker um pouco de lado após voltar às quadras em 2007. Desde então, o esporte das cartas para ele é um hobby nas horas vagas, assim como o futebol.

    No tênis, o tenista brasileiro está em fase de pré-temporada para encarar o primeiro Grand Slam da temporada de 2020, o Australian Open. Ele jogará o evento ao lado do parceiro Mate Pavic, considerado um dos melhores jogadores de duplas do circuito.

    Neymar, jogador de futebol

    Craque do Paris Saint-Germain (França) e da seleção brasileira, Neymar conviveu com algumas lesões nos últimos anos — que tiraram ele de competições importantes. Nesses períodos indesejados, Neymar aproveitava o tempo livre para jogar algumas partidas de poker com os amigos.

    Ele é amigo do jogador profissional André Akkari, um dos maiores nomes do poker brasileiro. Nas redes sociais de Neymar, não são poucos os registros em que ambos estão juntos em uma mesa de poker.

    Imagem: NeymarQuando está na seleção brasileira, Neymar procura jogar poker com os companheiros. Na Granja Comary, centro de treinamento oficial do Brasil, os jogadores do elenco canarinho têm uma mesa personalizada de poker.

    Neymar vai além da brincadeira no esporte das cartas. No ano passado, o atacante disputou o torneio “High Roller” do Campeonato Brasileiro de Poker. A disputa contou com 288 inscritos e Neymar terminou na 6º posição — um resultado excelente para um jogador recreativo.

    Em junho deste ano, o jogador do PSG estava lesionado e sem condições de disputar partidas em alto nível. Durante esse período, ele jogou alguns eventos de poker e chegou a faturar R$ 35 mil em um único torneio de poker online.

    Na carreira profissional, Neymar voltou aos gramados há alguns meses e por pouco não deixou o Paris Saint-Germain na última janela de transferências do futebol europeu. O jogador vive mau momento no clube parisiense e uma nova tentativa de transferência para outro grande clube da Europa não está descartada nos próximos meses.

    Maurren Maggi, ex-saltadora e velocista

    Medalhista de ouro no salto em distância nas Olimpíadas de Pequim em 2008 e dona de um currículo com muitas conquistas, Maurren Maggi está na história do atletismo brasileiro como uma das maiores de todos os tempos.

    Quando ainda era atleta profissional, Maurren já jogava poker e demonstrava habilidade com as cartas. Depois que encerrou a carreira como atleta, a brasileira passou a dedicar mais tempo ao esporte das cartas e evoluiu sua técnica na modalidade. Em março deste ano, Maurren venceu o “Torneio de Celebridades” do Campeonato Brasileiro de Poker.

    Imagem: artistasEm uma entrevista para o site Mundo Poker, a medalhista olímpica disse que o fato de ter sido atleta de alto nível ajuda ela nas mesas de poker, mas não mais que isso. “É natural para o atleta de alto rendimento (ser competitivo ao extremo). Mas eu acho que é a única vantagem. Eu tenho assistido bastante mãos para poder aperfeiçoar cada vez mais o meu jogo. Mas a única vantagem mesmo é de eu ser competitiva e não querer sair da mesa”, disse ela.

    Maurren também disputa alguns torneios fora do país e tem o sonho de ser campeã do mundo no poker. No início do ano, ela disputou algumas etapas de um circuito brasileiro, mas sem grandes resultados.

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS