Imagem: foragido morto em confronto com a pm
Motocicleta usada na fuga e cartaz divulgado para ajuda na captura do criminoso – Foto: divulgação/PMMT

O ex-presidiário e foragido da Justiça, Geraldo Rodrigues Filho, 49 anos, foi morto a tiros num confronto com policiais militares após várias horas de perseguição iniciada durante uma abordagem de rotina na BR-163, no município de Peixoto de Azevedo (MT) na tarde desta segunda-feira (30). Foram utilizadas diversas viaturas na “caçada” ao criminoso com a mobilização de dezenas de policiais militares e até um helicóptero.

De acordo com a Polícia Militar, ele é homicida apontado como autor de dois assassinatos praticados no dia 24 deste mês em Peixoto de Azevedo e vinha sendo procurado em virtude dos crimes. As vítimas foram os ex-presidiários Reginaldo dos Santos e Almandino Alves Soares que tinham uma dívida com Geraldo. Na véspera de Natal, ele foi cobrar a dívida e houve discussão e briga entre eles. Geraldo então sacou uma arma e atirou contra  desafetos que foram socorridos, mas morreram no hospital.

Na noite do último domingo (29), o homicida pilotava uma motocicleta Honda Titan 125 cilindradas quando foi abordado por uma equipe que fazia rondas como parte da Operação Fim de Ano. Conforme o relato da Polícia Militar, o criminoso começou atirar contra os policiais e por isso foi preciso revidar.

Porém, o criminoso conseguiu fugir para uma região de mata fechada por isso os policiais fecharam o cerco e solicitaram reforços. Já na madrugada desta segunda-feira (30), por volta das 3h ele saiu a mata e foi visto fugindo pela rodovia. Novamente, de acordo com a versão da Polícia Militar, o foragido efetuou vários tiros contra os policiais.

Imagem: foragido morto e armas

O ex-presidiário e foragido, Geraldo Rodrigues Filho, foi morto com uma arma na mão – Foto: divulgação/PMMTDepois, ele pulou o muro de um cemitério e fugiu outra vez por um local escuro. Os policiais voltaram a fechar o cerco nas proximidades e durante o dia uma equipe do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), do município de Sorriso (MT), se junto ao grupo na “caçada” ao fugitivo e sobrevoou a região, mas sem sucesso.

Outras equipes policiais foram mobilizadas diante de denúncias de que o suspeito tinha passado por um comércio em Guarantã do Norte e comprado um pedaço de corda sem retirar o capacete da cabeça e depois seguido pela BR-163 rumo ao estado do Pará.

Imagem: arma e munições apreendidas com foragido
Arma e munições apreendidas com foragido – Foto: divulgação/PM

Por fim, o criminoso foi localizado por uma das várias viaturas mobilizadas na “caçada”, tentou fugir pela contramão e depois abandonou a motocicleta para fugir a pé por uma região de mata. Ele, conforme os militares, voltou a sacar o revólver para tirar e então houve tiros de revide que o acertaram. O foragido morreu no local. Dentre as fotografias divulgadas pela Polícia Militar, uma delas mostra o criminoso caído ao chão, todo ensanguentado e segurando uma arma em uma das mãos.

Conforme a PM, o revólver calibre 38 estava com sete munições deflagradas e ainda foram encontradas outras 11 munições intactas nos bolsos do criminoso. Ele levava ainda algumas notas de dinheiro rasgadas e um estojo com 18 munições de calibre 12 e uma espingarda do mesmo calibre. A Polícia Civil foi acionada juntamente com uma equipe do Instituto Médico Legal (IML) para recolher o corpo para os procedimentos de necropsia.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.