19 de setembro de 2020
Mais
    Capa Destaques MT registra oito mortes com requintes de crueldade no fim de semana
    DIAS SANGRENTOS

    MT registra oito mortes com requintes de crueldade no fim de semana

    Mato Grosso registrou um fim de semana sangrento com pelo menos oito registros de homicídios. De acordo com a Polícia Civil, os crimes foram praticados entre sábado (7) e esta esta segunda-feira (9). As vítimas foram mortas por tiros, espancamento e facadas.

    Uma pessoa morreu e duas ficaram feridas em uma tentativa de chacina neste domingo (8), em Ribeirão Cascalheira (MT). De acordo com a Polícia Civil, bandidos encapuzados invadiram um clube onde funciona um pesque pague e atiraram em três pessoas. Um homem identificado como Narson Rodrigues Galvão Junior, 39 anos, morreu no local com um tiro na cabeça e as outras duas vítimas foram baleadas no ombro e encaminhadas ao hospital.

    As informações são de que quatro homens invadiram a propriedade e atiraram contra as pessoas que pescando no local. A Polícia Civil ainda não identificou os criminosos.

    Espancado com botijão 

    Imagem: homem espancado com botijão
    Homem espancado com botijão de gás em Poconé – Foto: divulgação

    Vicente Pereira da Costa, 71 anos, foi morto após ser espancado com botijão de gás na noite de sábado (7), em Poconé (MT). O crime ocorreu na comunidade Carrijo e o suspeito Fernando Carvalho de Moura, 32 anos, foi preso em flagrante.

    Os policiais foram acionados por populares, apontando Fernando como o autor do crime. Segundo a PM, o suspeito tem extensa ficha criminal e é conhecido na região pela prática de crimes.

    Aos policiais militares que atenderam o caso inicialmente, o homem confessou o crime e disse que tentou roubar a vítima que estava com a quantia de R$ 1 mil na casa. Na residência do suspeito a Polícia Militar apreendeu três espingardas e 22 munições de calibre 22.

    Corpo encontrado

    Dois cadáveres foram encontrados no Pedra 90, em Cuiabá, no último sábado (7). Em um dos casos, dois homens que colhiam pequi, em uma área rural do bairro encontraram um corpo em decomposição. A vítima ainda não foi identificada até a manhã desta segunda-feira (9).

    No segundo caso, restos mortais de José Antônio dos Santos, 47 anos, desaparecido há quase 5 meses, foi encontrado em meio ao matagal na região de chácaras. Ao lado da ossada tinha uma bolsa com documentos e garrafas de bebidas.

    Desovada em matagal

    O corpo de Gislaine Aparecida, 40 anos, foi encontrado já em decomposição, neste domingo (8), em uma área de mata, no Residencial São Francisco, em Sorriso (MT). De acordo com Polícia Militar a mulher era usuária de drogas.

    De acordo com os policiais que atenderam a ocorrência, o cadáver estava no local há cerca de três dias. Ainda não se sabe a causa da morte. Ao que tudo indica, segundo a perícia, a vítima foi assassinada com a utilização de arma branca, pois havia uma perfuração no abdome. Ninguém foi preso até o momento.

    Pauladas

    Imagem: b74dfda5ae1dd05008b96b4c851ddc01
    Marcio da Silva morreu após discussão numa praça – Foto: divulgação/PM

    José Mauro Ribeiro Vilela, 57 anos, foi morto com golpes de um pedaço de madeira na cabeça na cidade de Mirassol D’ Oeste (MT). O crime foi registrado na madrugada de sexta-feira (6) e o suspeito, Márcio Ramires da Silva, 40 anos, diz que foi ameaçado de morte pela vítima.

    Eles entraram em luta corporal, quando Márcio pegou um pedaço de madeira e acertou José na cabeça por diversas vezes até matá-lo.

    Em família

    Conforme noticiou o PORTAL AGORA MATO GROSSO, Joaquim Claro da Costa, 62 anos, foi morto na madrugada desta segunda-feira (9), pelo próprio irmão, após uma discussão na chácara em que eles moravam no município de Nova Xavantina (MT).  Denúncia relatou que dois irmãos estavam discutindo quando um deles pegou uma faca e golpeou o outro. O suspeito fugiu depois do crime e não foi localizado.

    Acerto de contas

    Imagem: 2fe303d2ce8ad0d59576102f49cae729
    Valdeanderson da Silva – Foto: divulgação/PJC

    Valdeanderson da Silva, 23 anos, foi morto e sua mulher, Libny Thafny da Silva Lima, 18 anos, baleada na madrugada de sábado (7), em uma residência em Nova Mutum (MT). A jovem está gestante.

    Segundo informações policiais, dois suspeitos armados chegaram na residência, arrombaram a porta e efetuaram vários disparos contra o casal que dormia. O rapaz foi atingido por mais de 10 disparos na região do tórax e da cabeça e morreu no local. Já a mulher foi atingida com um tiro na perna, foi socorrida e passa bem.

     

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS