Imagem: abate ilegal de gado1
Os criminosos faziam o abate dos animais e levava a carne deixando apenas restos e carcaça- Foto: Divulgação/PJC

Operação “Boi no Campo 2”, que teve como objetivo desarticular grupo envolvido com furto e abate de gado em Barra do Garças (MT), prendeu três pessoas, uma delas menor de idade, nesta quinta-feira (19).  A ação foi deflagrada pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Barra do Garças, que apreendeu ainda armas de fogo, munições, um veículo e grande quantidade carnes.

Os suspeitos, Esulei Moraes Martins e Deusimar Pinheiro, foram autuados em flagrante por furto qualificado de semoventes, associação criminosa, posse ilegal de arma de fogo e munições, corrupção de menores, e por crime contra a relação de consumo.

Imagem: 20191220 1
Foto: Divulgação/PJC

Já o adolescente de 16 anos, responderá pelo ato infracional análogo aos crimes de furto qualificado de semoventes, associação criminosa, posse ilegal de arma de fogo e crime contra a relação de consumo.

A equipe da Derf realizava diligências para apurar vários furtos de semoventes ocorridos em pastos abertos das propriedades rurais da região. Conforme apurado, os animais eram abatidos e as carnes transportadas em veículos insalubres para açougues e outros pontos de comercialização.

Segundo as investigações, os suspeitos praticaram pelo menos seis furtos nos últimos dias. Eles foram surpreendidos numa fazenda logo após o abate de um boi. Na ocasião, os três  foram abordados com facas, facões, machados, laços e três espingardas sendo duas de calibre 22 e uma de calibre 38.

Imagem: 20191220
Foto: Divulgação/PJC

No local, também havia vários materiais usados para descarne do gado, diversas carnes congeladas e armazenadas, além de um automóvel Gol utilizado para transportar os animais abatidos e outros produtos que também eram subtraídos das propriedades rurais.

Diante dos fatos os três detidos foram encaminhados para Derf de Barra do Garças, onde foram interrogados pelo delegado Wilyney Santana Borges e confessaram os crimes. Em seguida eles foram autuados em flagrante delito e colocados à disposição da Justiça. Conforme o delegado, toda a carne bovina apreendida foi entregue para a vigilância Sanitária do município para o devido descarte.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.