Imagem: Mutirão CDP Lucas do Rio Verde
Reeducandos do CDP de Lucas do Rio Verde realizaram reparos em mutirão – Foto: divulgação/Sistema Penitenciário

Pela primeira vez, um mutirão viabilizado pelo Centro de Detenção Provisória (CDP) de Lucas do Rio Verde (MT) possibilitou a realização de vários reparos na delegacia da Polícia Civil da cidade, por meio da mão de obra de 15 reeducandos. Os presos que trabalharam terão a oportunidade de passar o natal com os familiares. Os detentos tiveram autorização judicial, mediante uso de tornozeleira eletrônica e os requisitos atendidos, como um sexto da pena cumprida.

Foram feitos serviços de serralheria, marcenaria, limpeza, jardinagem, entre outros, visando à melhoria da estrutura do prédio público e também a oportunidade de trabalho extramuros aos recuperandos.

As tarefas foram executadas na unidade durante toda a manhã desta quarta-feira (18). Segundo o diretor do CDP de Lucas do Rio Verde, José Ronaldo Frutuoso, além de economia aos cofres públicos, o mutirão representou uma oportunidade aos detentos.

“Apenas dois deles já tinham trabalhado fora da unidade, os demais, que trabalham na fábrica de concreto dentro do CDP, saíram pela primeira vez e se sentiram muito bem com isso. É um estímulo à ressocialização e, na verdade, todos ganham com esta parceria”, ressaltou o diretor.

Para o titular da Delegacia de Polícia, delegado Daniel Santos Nery, o mutirão foi uma oportunidade ímpar. “Conseguimos fazer diversos reparos que precisávamos há muito tempo e tudo em um período do sábado, o que não atrapalhou o atendimento durante a semana. A qualidade da mão de obra é muito satisfatória e, para nós, é muito importante fazer parte desta iniciativa que representa muito para os reeducandos”.

Com a força-tarefa a delegacia foi contemplada com instalação das grades na sala cofre e nas janelas; reparo de uma bigorna; conserto do trilho de um dos portões, nova passarela para trânsito de detentos da viatura até a sala de fragrantes, nos fundos do prédio, entre outros reparos.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.