Imagem: conselheiros afastados1700
Conselheiros foram delatados pelo ex-governador Silval Barbosa – Foto: Reprodução

O julgamento dos cinco conselheiros afastados do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT) foi adiado pelo ministro Raul Araújo, do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Araújo é relator do processo, cuja sessão estava marcada desta quarta-feira (4) às 14h, em Brasília.

Com a retirada do processo da pauta, o julgamento foi adiado ainda sem nova data prevista para ocorrer. Existe a possibilidade de ficar para 2020 por causa do recesso do Judiciário.

José Carlos Novelli, Antônio Joaquim Moraes, Waldir Júlio Teis, Walter Albano da Silva e Sérgio Ricardo de Almeida estão afastados das funções desde agosto de 2017 e aguardam, desde então, uma definição da Justiça para voltarem ou não aos cargos.

Eles são suspeitos de terem recebido R$ 53 milhões em propina paga pelo ex-governador Silval Barbosa, conforme ele afirmou em sua delação premiada. Os cinco conselheiros são acusados por corrupção passiva, sonegação de renda, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

 

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.