Imagem: reunião cpi do paletó
Reunião da CPI do Paletó em 2019 – Foto: assessoria

Após idas e vindas, o Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) volta autorizar a retomada da Comissão Parlamentar de Inquérito na Câmara Municipal de Cuiabá para investigar o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), conhecida como CPI do Paletó. A decisão é da desembargadora Helena Maria Bezerra Ramos.

Ela deu prazo de 48h ao presidente da Câmara, Misael Galvão (PTB), para retomar os trabalhos da CPI tendo como integrantes os vereadores Toninho de Souza (PSD) como relator e Sargento Joelson (PSC), como membro.

O alvo da investigação na CPI do Paletó é a conduta do prefeito Emanuel Pinheiro por fatos relativos ao período em que era deputado estadual e foi gravado por uma câmera instalada por Sílvio César Corrêa, ex-chefe de gabinete do ex-governador Silval Barbosa.

As imagens mostrando Pinheiro recebendo maços de dinheiro, que seria propina paga por Silval, e guardando no paletó, foram destaques na imprensa nacional em agosto de 2017 quando a delação do ex-governador foi homologada pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.