Bom dia, boa tarde, boa noite, boa madrugada, hoje ajudaremos você a entender se vale a pena optar por uma nova modalidade de medição de energia elétrica, que pode ajudá-lo a economizar dinheiro.

A partir de 1º de janeiro de 2020 está à disposição do consumidor que consome mais de 250 KWH/mês (veja na sua conta de energia), uma nova modalidade de consumo de energia elétrica, que foi apelidada de tarifa bandeira branca, mas o que é isso?

Com a tarifa branca, o consumidor passa a ter a possibilidade de pagar valores diferentes em função da hora e do dia da semana em que consome a energia elétrica. Se o consumidor adotar hábitos de consumo com o uso da energia nos períodos de menor demanda (manhã, início da tarde e madrugada, por exemplo), a opção pela tarifa branca oferece a oportunidade de reduzir o valor pago pela energia consumida.

Não pode ser qualquer consumidor, tem que ser o consumidor comum, ou pequeno estabelecimento comercial, que consome energia elétrica em baixa tensão.

O consumidor comum foi o último a ser beneficiado por essa regra que vem desde 2016 e só agora estamos nos beneficiando com a regra.

Mas cuidado, não serve para todas as pessoas, a tarifa de bandeira branca é para pessoas que podem concentrar o seu consumo de energia elétrica fora do horário de pico, onde normalmente a rede de distribuição não está sendo muito exigida. No Mato Grosso o horário que a energia é mais demandada das distribuidoras é das 18H às 20H59, ou seja, se você não pode diminuir o consumo de energia nesses horários não mude para a tarifa branca ou você vai pagar mais caro.

Da mesma forma que é possível mudar para esse tipo de tarifa, se o consumidor não perceber a vantagem, ele pode solicitar sua volta para a tarifa anterior (tarifa convencional). A distribuidora terá 30 dias após o pedido para retornar o consumidor à tarifa convencional. Caso queira participar de novo da modalidade tarifária branca, há um período de espera de 180 dias.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.