Imagem: pacientes hospital santa casa
Pacientes participam de mutirão de cateterismo no Hospital Estadual Santa Casa – Foto: Secom-MT

Depois de ativar os serviços de hemodinâmica, o Hospital Estadual Santa Casa iniciou, nesta sexta-feira (10), o primeiro mutirão de 2020 para a realização de 30 cirurgias de cateterismo cardíaco – procedimento de alta complexidade que vai atender pacientes de 16 municípios do Estado que aguardam há meses na fila do Sistema de Regulação.

Nesta ação, a direção da unidade organizou os trabalhos em duas fases. No primeiro dia, a equipe do centro cirúrgico operará 16 pacientes. No sábado (11.01), os procedimentos continuam e serão operados mais 14 pacientes, totalizando 30 cirurgias.

O secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, esteve na unidade para receber os pacientes e disse que a demanda por este tipo de cirurgia é grande. O gestor enfatizou que a gestão estadual vai executar ações para prestar atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde e reduzir a fila de espera pelos procedimentos.

“Hoje é um marco histórico, nós estamos potencializando o serviço de hemodinâmica do Hospital Estadual Santa Casa e realizando os procedimentos cirúrgicos de cateterismo para atender aos pacientes da fila do sistema de regulação, que está congestionada. Nosso objetivo é intensificar as ações, utilizando a capacidade dos hospitais, especialmente, do Hospital Estadual Santa Casa, para oferecer atendimento aos pacientes”, explicou Gilberto.

Imagem: secretario Gilberto Figueiredo
Secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo – Foto: Secom-MT

Os pacientes que estão agendados para realizar os procedimentos cirúrgicos são dos municípios de Alta Floresta, Cuiabá, Chapada dos Guimarães, Cáceres, Confresa, Juína, Mirassol D’Oeste, Nova Mutum, Nova Xavantina, Pontes e Lacerda, Sorriso, Sapezal, Santo Antônio do Leverger, São Jose dos Quatros Marcos, Tangará da Serra e Várzea Grande.

O primeiro paciente convocado para realizar o procedimento é Luiz Carlos Tangi, de 56 anos, do município de Tangará da Serra (MT). Satisfeito, ele disse que “foi ótimo ter sido chamado para fazer a cirurgia”. “Eu estava esperando há muito tempo, mas finalmente fui chamado, isso foi muito bom”, avaliou.

Também convocada para realizar a cirurgia neste mutirão, a senhora Elena Maria Bueno dos Santos, moradora de Várzea Grande, elogiou e destacou que o Hospital Estadual “é um lugar agradável, fui muito bem recepcionada e atendida aqui”.

De acordo com diretora do Hospital Estadual Santa Casa, Danielle Carmona, a equipe da unidade entrou em contato com 304 pacientes, sendo que 35 estavam aptos para o procedimento, 88 já haviam realizado a cirurgia e 153 estavam com o cadastro desatualizado e, por essa razão, não foram encontrados. “Todos os pacientes contemplados por esse mutirão já estavam aguardando pelo procedimento na fila da regulação”, pontuou a diretora.

Cateterismo

O cateterismo cardíaco é um procedimento que pode ser utilizado para diagnosticar ou tratar doenças cardíacas e consiste na introdução de um cateter, um tubo flexível extremamente fino que é conduzido até o coração por meio da artéria do braço ou da perna do indivíduo. Os procedimentos cirúrgicos fazem parte do plano estratégico de atendimentos do hospital. A oferta desses serviços tem o objetivo de reduzir substancialmente a fila de espera de todos que aguardam por procedimentos cirúrgicos.

O novo hospital presta atendimentos aos pacientes do Sistema Único de Saúde, via Central de Regulação, nas áreas de Oncologia (tratamento de câncer), Hemodinâmica, Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Adulto, Pediátrica e Neonatal, Pronto Atendimento Infantil, cirurgias pediátricas e cirurgia geral.

O Hospital Estadual Santa Casa fica localizado na Rua Clóvis Hugueney, número 141, no bairro Dom Aquino, próximo à Praça do Seminário.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.