26 de setembro de 2020
Mais
    Capa Destaques Mãe se tranca com filha em quarto no 3º andar e mobiliza...
    EM CUIABÁ

    Mãe se tranca com filha em quarto no 3º andar e mobiliza PMs e bombeiros

    Imagem: movimentação em prédio onde mulher se trancou com a filha no quarto
    Movimentação de viaturas em condomínio onde mulher se trancou com a filha no quarto do 3º andar – Foto: divulgação

    Policiais militares do Batalhão de Operação Policiais Especiais (Bope) e do Corpo de Bombeiros foram acionados no final da manhã desta sexta-feira (17), para atender a uma ocorrência de desentendimento familiar, na qual uma mãe supostamente, ameaçava jogar a filha de 5 anos do prédio onde a família mora. O caso aconteceu no terceiro andar do prédio de um condomínio residencial localizado na avenida Beira Rio, em Cuiabá (MT).

    De acordo com a polícia, ao chegar no local verificou-se que o Serviço de Atendimento Móvel e Urgência e Conselho Tutelar já se encontravam no residencial.

    De acordo com a avô da criança, responsável por acionar a polícia junto com vizinhos, a mãe se trancou com a filha dentro do apartamento e se recusava a abrir a porta. A mulher já havia ameaçado matar a filha, segundo relato da avó. E tem histórico de surtos psicóticos.

    No local, a guarnição se dividiu em duas, ficando a soldado, Jessyca Duarte, conversando com a moradora pela porta, assim manteve a atenção dela, enquanto o tenente Yohann, Soldado Jonas e Soldado Alexandre armaram uma linha de rapel do 5º andar para poder acessar a sacada do apartamento no 3º andar.

    Após o acesso pelo rapel, a porta do apartamento foi aberta e o restante da guarnição entrou.

    A moradora estava dentro de um quarto, com a porta fechada porém não estava trancada. A soldado Jessyca Duarte foi quem manteve o contato com a moradora e que neutralizou a situação.

    A moradora não ofereceu resistência, passou por um atendimento pelo Samu e foi medicada. A criança foi conduzida pelo Conselho Tutelar e posteriormente entregue à avó. O caso será investigado.

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS