Imagem: copo de cerveja
Copo de cerveja – Foto: divulgação

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) está orientando a população mato-grossense a não consumir os lotes L 1 1348 e L 2 1348 da cerveja Belorizontina, fabricada pela Cervejaria Backer, de Minas Gerais, devido ao risco de intoxicação exógena por dietilenoglicol.

O alerta é feito través do setor de Vigilância Epidemiológica. De acordo com a SES, a determinação partiu da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Outro alerta é para os sintomas em caso de intoxicação: náuseas e/ou vômitos e/ou dor abdominal, associados à redução urinária de evolução rápida para insuficiência renal aguda, seguida ou não de uma ou mais alterações neurológicas como paralisia facial, visão embaçada, coceira facial, alterações de sensório, paralisia descendente e crise convulsiva.

Os casos suspeitos devem ser imediatamente informados à Vigilância Epidemiológica Municipal. Em Minas Gerais já foram registradas duas mortes suspeitas de contaminação pela cerveja.

Laudos da Polícia Civil daquele estado apontaram a presença da substância dietilenoglicol em lotes da Belorizontina. Também foi detectada a presença de monoetilegoglicol, ambas substâncias utilizadas no processo de refrigeração da produção.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.