Imagem: documento
Ata de reunião realizada no dia 08 de janeiro de 2020, em Rondonópolis. Foto – Você Repórter

Durante reunião entre médicos da Santa Casa de Misericórdia e Maternidade de Rondonópolis, documentada em Ata na última quarta-feira (08), ficou definido que no prazo de 30 dias, se não houver profissionais suficientes para compor a escala de plantão, o atendimento no setor de obstetrícia deve ficar comprometido.

O documento foi assinado por cinco médicos que compõem o quadro clínico do hospital. Até a dada estipulada pelos profissionais da saúde, os atendimentos devem acorrer normalmente.

A equipe do Portal Agora Mato Grosso entrou em contato com o coordenador do setor de maternidade da Santa Casa, Jaeder Carlos Pereira Júnior.

Segundo o médico obstetra, há muito tempo o problema de falta de médico para escala de plantão no setor é constante. ” No início eram três profissionais para o plantão de 12 horas, depois passamos para dois médicos e agora está praticamente impossível a situação”.

NOTA DE ESCLARECIMENTO 

Imagem: 9f1b26ec 4a55 47c4 a3a5 40bf6814e157

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.