Lápis, caneta, borracha… esses são os itens básicos para manter a lista de material escolar.

O ano começa com o pagamento de despesas que pesam no bolso do brasileiro como os impostos sobre a Propriedade de Veículos Automotores e o Predial e Territorial Urbano. E para quem tem filho, o gasto é ainda maior. Por isso é importante economizar…

Mas antes de sair de casa é preciso se atentar nas orientações da coordenadoria de Proteção e Defesa do Consumidor. O Procon elaborou a relação de itens que podem e não podem ser cobrados na lista de material escolar fornecida pelas instituições. Na lista deve conter apenas artigos de uso pedagógico do aluno.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.