Imagem: Emanuel Pinheiro
Prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro – Foto: divulgação

A exemplo do Governo de Mato Grosso, a Prefeitura de Cuiabá também prepara um projeto para reforma da Previdência que será encaminhado ao Legislativo Cuiabano em fevereiro deste ano. Mas de acordo com prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) os servidores não serão “penalizados”.

Enquanto o governador Mauro Mendes (DEM) afirma que a Previdência Estadual acumula um déficit de R$ 1,3 bilhão ao ano podendo chegar a R$ 30 bilhões em 10 anos sem a reforma da previdência, Emanuel assegura que a Previdência do Município não tem qualquer déficit.

Por isso, de acordo com o prefeito, só precisará fazer pequenas adequações para equilibrar o fundo previdenciário, mas sem penalizar aposentados e servidores que estão na ativa.

“Eu tenho que implantar aquilo que prevê a PEC para Estados e Municípios e não tenho como fugir, mas sempre pensando na justiça social, no pacote de bondade e responsabilidade fiscal. Não entendo que para promover a reforma precisa promover a injustiça e chicotear o servidor”, disse Pinheiro.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.