Agora MT Política Ex-aliado de Silval reafirma que Emanuel Pinheiro recebeu propina e guardou no...
CPI DO PALETÓ

Ex-aliado de Silval reafirma que Emanuel Pinheiro recebeu propina e guardou no paletó

Por Welington Sabino

Silvio César Corrêa Araújo, ex-chefe de gabinete do ex-governador Silval Barbosa, resonsável por gravar deputados estaduais recebendo dinheiro que seria mensalinho em troca de apoio político, volta a ser ouvido na manhã desta quarta-feira (19) na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI do Paletó) na Câmara Municipal de Cuiabá.

É a segunda vez que o ex-aliado de Silval Barbosa é ouvido na CPI que investiga o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), flagrado em vídeo recebendo maços de dinheiro e colocando no paletó no período em que era deputado estadual.

A CPI, que está judicializada e já foi paralisada e retomada várias vezes, é presidida pelo vereador Marcelo Bussiki (PSB) tendo como novos integrantes os vereadores Toninho de Souza (PSD) e sargento Joelson (PSC).

Silvio reafirma o que já havia dito anteriormente. Ele informa que o então governador Silval Barbosa fez um acordo na Assembleia Legislativa referente às obras do MT Integrado e ficou combinado que seria repassado o valor de R$ 600 mil para cada deputado dividido em várias parcelas. “Aquela filmagem lá é dos deputados recebendo a parte deles, não é nada mais do que isso”, diz o ex-chefe de gabinete de Silval.

Participação de Emanuel

“Em relação ao atual prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, só tenho a reiterar novamente que ele fazia parte da relação de 24 deputados que recebeu a propina de R$ 50 mil mensais, que se não estou enganado foram pagas de oito a 10 parcelas, mensalmente. Eu paguei a todos eles, R$ 50 mil”, afirmou Silvio.

Deputados pressionavam por propina

O depoente conta que decidiu gravar por causa da forte pressão que os deputados faziam para receber.

“Eu era muito pressionado, tinha mês que eu não conseguia pagar eles e eles faziam muita pressão. Pressão mesmo. E um dia me senti muito acuado e resolvi gravá-los. Mas só gravei aquela vez mesmo e não fiz mais nada depois”, revela Silvio Corrêa respondendo questionamentos de Toninho de Souza.

Marcelo Bussiki questiona sobre a forma como a pressão era feita pelos deputados e Silvio repassa detalhes. “A pressão era diária, se você atrasasse uns dias, eles iam pessoalmente, ligavam, mandavam recado, era todo dia. Tanto é que nesse dia se, não estou equivocado, eles fizeram uma reunião pra dar uma pessão no governador porque estava atrasado, no dia da gravação”, conta o ex-aliado de Silval Barbosa. 

Em relação a prefeito de Cuiabá, Silvio acredita que ele não fez pressão para receber a parte dele, pois não se recorda de nada nesse sentido. Mas confirma que ele recebeu propina. “Eu não posso precisar, mas posso falar que entre oito a 10 parcelas foram feitas”, diz ele confirmando que ele próprio fazia os pagamentos aos deputados. Conforme Silvio, a maioria dos pagamentos foi feita em espécie. “Transferência eu acredito que nenhuma, talvez algum cheque, talvez”, informa ao explicar que os valores eram oriundos da Secretaria Estadual de Infraestrutura, destinados às obras do MT Integrado.

Sem pagamento de pesquisas eleitorais

Bussiki questionou se seria possível que o dinheiro fosse para pagar pesquisas eleitorais como alegado pelo prefeito. “Jamais”, respondeu Silvio de maneira enfática.

 

Conversa de Silvio com Alan Zanatta, aliado de Emanuel Pinheiro

Depois que vídeos vieram de dpeutados recebendo dinehiro vieram à tona após homologação da delação premiada de Silval e Sivio Corrêa, houve o ex-secretário estadual de Indústria e Comércio, Alan Zanatta, aliado de Emanuel Pinheiro, procurou Silvio para uma conversa. Tempos depois, uma gravação do diálogo foi apreendida na casa de Emanuel Pinheiro em 14 de setembro de 2017 na 12ª fase da Operação Ararath, deflagrada pela Polícia Federal e batizada de Malebolge. Sobre o episódio, Toninho de Souza questiona como que se deu a conversa e se houve proposta financeira ou tentativa de livrar a barra do prefeito.

“Não, não recebi nenhuma [proposta financeira]. Ele [Zanata] não me pediu nada. Ele só foi lá, conversou, coversou, tentou tirar algumas coisas de mim, mas tudo que falei ali praticamente está na minha delação. O que aconteceu foi que eu pedi pra ele um dinheiro emprestado e ele me emprestou. Isso é fato. Tanto é que pode ouvir na conversa lá que é isso. Agora, dele pedir algum favor pro Emanuel, não”, informou Silvio Corrêa.

Relacionadas

Investigação da PF diz que só uma pessoa planejou ataque a Bolsonaro em 2018

A Polícia Federal concluiu nesta terça-feira (11) a investigação sobre o atentado a faca sofrido pelo ex-presidente Jair Bolsonaro, em 2018. Segundo a corporação,...

Deputada Janaina Riva reafirma apoio ao pré-candidato Thiago Silva em Rondonópolis

A deputada estadual Janaina Riva (MDB) reafirmou o apoio à pré-candidatura do também deputado estadual Thiago Silva (MDB) na disputa pela Prefeitura de Rondonópolis....

Deputada entrega 80 kits agrícolas para associações de pequenos produtores

A deputada estadual Janaina Riva (MDB) entrega nesta quinta-feira (13), às 9 horas, na sede da Associação Mato-Grossense dos Municípios (AMM), a segunda etapa...

“Não há democracia sem as mulheres”, afirma Paulo José em encontro com público feminino

O pré-candidato a prefeito Paulo José Correia (PSB) e os partidos políticos e lideranças que compõem o grupo chamado Forças Progressistas realizaram uma grande...

Ministro da Agricultura promete novo e mais eficiente leilão do arroz

O ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, disse hoje (12) que está previsto um novo leilão do arroz, com data ainda a ser confirmada. Desta...

PF vai abrir investigação sobre supostas irregularidades no leilão do arroz

A Polícia Federal vai abrir uma investigação para apurar supostas irregularidades no leilão do governo federal para a compra de de 263 mil toneladas...

Encontro reúne milhares de pessoas para reforçar apoio ao Thiago Silva

A sede da União Rondonopolitana de Associação de Moradores de Bairros (Uramb) de Rondonópolis foi ocupada por mais de 2 mil pessoas que participaram...

Paulo José defende aumento de frota de ônibus e construção de terminais de integração

O pré-candidato a prefeito Paulo José Correia (PSB) defende o aumento da frota de ônibus da Autarquia Municipal do Transporte Coletivo (AMTC) e a...

Governador Mauro Mendes sugere lei para proibir aumento de impostos no país

O governador Mauro Mendes sugeriu, em reunião com a Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), a criação de uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição)...

Especiais

Últimas

Editoriais

Siga-nos

Mais Lidas