Agora MT Política Selma afirma que Medeiros quis se promover ao ignorar Alvaro Dias e...
PELO WHATSAPP

Selma afirma que Medeiros quis se promover ao ignorar Alvaro Dias e apoiar Bolsonaro em 2018

Por Welington Sabino

 A confusão entre a senadora cassada, Selma Arruda, e o sociólogo Hélio Silva, ambos do Podemos, mostrou que o partido não está unido para apoiar o correligionário José Medeiros, atualmente deputado federal, numa eventual disputa ao Senado na eleição suplementar marcada para o dia 26 de abril deste ano.

Mensagens postadas por Selma Arruda num grupo de WhatsApp do Podemos para rebater e xingar o “colega” Hélio Silva, que pediu sua expulsão do partido sob acusação de “infidelidade e descompostura ética”, mostram que a senadora cassada não deve hipotecar apoio a Medeiros.

A menos que haja uma orientação ou determinação de integrantes do Diretório Nacional do Partido, mais especificamente do senador Alvaro Dias, liderança do Podemos que é tida por Selma Arruda como um “exemplo a ser seguido”. Ela já fez vários discursos em público enaltecendo a trajetória e atuação política de Álvaro Dias.

Nas mensagens de Selma no grupo do Podemos, ela afirma que jamais praticaria infidelidade partidária, hipótese cogitada por Hélio Silva depois que circularam em alguns sites de notícias informações de que o vice-governador Otaviano Pivetta (PDT), seria o preferido de Selma e teria seu apoio para disputar a eleição suplementar e ocupar no Senado a cadeira que era da juíza aposentada.

“Reitero também que o candidato do Podemos ao cargo de presidente da República foi e continua sendo o Alvaro Dias e não Jair Bolsonaro. O apoio ao nosso presidente não é infidelidade partidária, a não ser quando na campanha se deixa de apoiar o candidato do partido para apoiar o de outro e se promover”, escreveu a senadora cassada por crimes de caixa 2 e abuso de poder econômico no pleito de 2018.

Embora não tenha citado o nome de José Medeiros, a justificativa dela pode ser interpretada como um recado direto ao parlamentar, cujo reduto eleitoral é Rondonópolis (MT) e demais municípios da região sul do Estado. Isso porque nas eleições de 2018 Medeiros já estava filiado ao Podemos, mas ignorou a candidatura de Alvaro Dias e apoiou Jair Bolsonaro que era do PSL.

À época, Selma Arruda também estava filiada ao PSL. Sob essa ótica, ela que apoiou Bolsonaro e colou nele durante toda a campanha, manteve a coerência política e partidária.

Por outro lado, Medeiros simplesmente ignorou o candidato de seu próprio partido à Presidência. Alvaro Dias recebeu 859.601 votos (0,80% dos votos válidos), ficando em 9º lugar dentre os 13 candidatos que disputaram o cargo de presidente do Brasil.

Relacionadas

Bolsonaro pede indenização de R$ 50 mil a Boulos por falas sobre morte de Marielle Franco

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) protocolou nesta quinta-feira (16) uma ação por danos morais pedindo a indenização no valor de R$ 50 mil ao...

Lula adia viagem ao Chile em razão da crise no Rio Grande do Sul

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva adiou a viagem que faria ao Chile, em razão da crise no Rio Grande do Sul. O...

Vereador apresenta requerimento para convocar secretários para esclarecimento sobre CRP

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara Municipal de Rondonópolis, vereador Subtenente Guinancio (PSDB), apresentou na tarde desta quarta-feira (15)...

Encontro de pré-campanha de Paulo José reúne mais de 4 mil pessoas

O segundo encontro do Movimento O Futuro Já Começou, evento de pré-campanha organizado pela direção municipal do Partido Socialista Brasileiro (PSB) e o grupo...

Lula demite Jean Paul Prates da presidência da Petrobras e indica Magda Chambriard

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) comunicou nesta terça-feira (14) ao presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, a demissão dele do cargo....

Thiago Silva projeta ações para garantir segurança e melhorias na mobilidade urbana de Rondonópolis

O pré-candidato a prefeito de Rondonópolis Thiago Silva (MDB) destacou que um dos seus focos na construção do Plano de Governo é resolver a...

Sem valor definido, Lula sanciona com vetos lei que autoriza volta da cobrança do seguro DPVAT

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sancionou com vetos a lei complementar que autoriza a volta da cobrança do DPVAT (Danos Pessoais...

Projeto que proíbe trilhos de ferrovias em núcleo urbano é aprovado na ALMT

A Comissão de Infraestrutura Urbana e de Transporte analisou 17 projetos durante a 1ª reunião ordinária do colegiado na tarde desta terça-feira (14). Entre...

Paulo José defende criação de um novo distrito industrial na cidade

O pré-candidato a prefeito Paulo José Correia (PSB) afirmou que trabalhará pela criação de um novo distrito industrial na cidade. A ideia foi defendida...

Especiais

Últimas

Editoriais

Siga-nos

Mais Lidas