30 de julho de 2021
Mais
    Capa Notícias Política Thiago Silva diz que Sebastião Rezende se apossou de seu projeto
    BRIGA PARLAMENTAR

    Thiago Silva diz que Sebastião Rezende se apossou de seu projeto

    O deputado estadual Thiago Silva (MDB) está revoltado com a falta de ética do também deputado estadual Sebastião Rezende (PSC). Isso porque, mesmo licenciado, Rezende estaria divulgando na imprensa que seria o autor do Projeto de Lei que cria a Comenda Pastor Sebastião Rodrigues de Souza.

    “Fui duas vezes vereador por Rondonópolis, já vi de tudo, agora deputado de licença falar que é autor de projeto alheio é a primeira vez”, desabafou Thiago.

    Conforme documento apresentado por Thiago Silva, o projeto foi protocolado por ele na Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso no dia 15 de julho de 2020. A honraria tem como objetivo, homenagear personalidades por relevantes feitos religiosos, e de suas comunidades, no âmbito do Estado de Mato Grosso.

    Entre as justificativas para criação da honraria está o fato do pastor Sebastião Rodrigues ter construído o Grande Templo, na Avenida Historiador Rubens de Mendonça. A construção, maior marco da Igreja Assembleia de Deus no Estado, comporta 22,5 mil pessoas sentadas, tem estacionamento com mil vagas, além de ter uma Escola de Ensino Fundamental e Médio com capacidade para 1,5 mil alunos, uma Rádio Nazareno FM 107.9MHz, Livraria Cantares de Salomão.

    Documentos comenda

    Documentos comprovam a versão dada pelo deputado Thiago Silva

    O pastor também foi Presidente da Convenção Estadual das Assembleia de Deus do Estado de Mato Grosso e Vice-presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus do Brasil.

    Em junho deste ano, o deputado Sebastião Rezende (PSC) solicitou licença da Assembleia Legislativa pelo período de até 121 dias, considerando “trato de interesse particular” – sem ônus para os cofres do Poder Legislativo de Mato Grosso.

    “Ele está divulgando nas igrejas de todo Estado que é autor do projeto que criou a medalha. Não teve a ética de pelo menos citar o meu nome, ou do Romoaldo Júnior (MDB). O deputado está no lugar dele na Assembleia Legislativa”, finalizou Thiago Silva.

    Confira o Projeto na íntegra: