29 de setembro de 2020
Mais
    Capa Notícias Política Delegado Claudinei destina R$ 200 mil para projeto da Empaer
    EMENDA

    Delegado Claudinei destina R$ 200 mil para projeto da Empaer

    É um projeto inovador que vai proporcionar o uso da tecnologia por parte do público-alvo. E, claro, essa oportunidade vai dar o devido direcionamento para ampliar a produtividade

    Imagem: Delegado Claudinei Delegado Claudinei destina R$ 200 mil para projeto da Empaer
    Reprodução

    No propósito de fortalecer a agricultura familiar do Vale do rio Cuiabá que abrange 14 municípios mato-grossenses, o deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) vai destinar emenda parlamentar de R$ 200 mil ao projeto Rede E-Commerce da Agricultura Familiar (REAF) por meio da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), vinculada à Secretaria de Estado de Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários de Mato Grosso (Seaf).

    De acordo com o pesquisador e gerente de programas e projetos da Empaer, Fabrício Tomaz Ramos, o projeto foi idealizado ao uso do comércio eletrônico para alavancar a comercialização de produtos da agricultura familiar. “Ano passado apresentei este projeto ao deputado Claudinei. A Empaer trabalha com a agricultura familiar e tem que ter o apoio de parceiros e do governo. E ter um político como ele, que abraça a causa, é muito importante”, comenta.

    “O sistema produtivo agropecuário é muito rico em nosso estado de Mato Grosso. Por reconhecer a importância deste projeto da Empaer, principalmente que vai gerar emprego e renda, nada mais justo que somar com eles. É um projeto inovador que vai proporcionar o uso da tecnologia por parte do público-alvo. E, claro, essa oportunidade vai dar o devido direcionamento para ampliar a produtividade e a valorizar as cadeias produtivas de pequenas propriedades”, posiciona o deputado Claudinei.

    Estudo

    Com análise e averiguação dos tipos de comercialização para atender os produtores rurais, Fabrício conta que identificou que o grande gargalo deste segmento é a venda de produtos em quantidade, com qualidade e com preços justos originados da agricultura familiar direto para empresas, restaurantes e consumidores residenciais cadastrados.

    Ele conta que há entraves para que o produtor obtenha um lucro justo em cima de sua produção. “Por mais que o agricultor tenha dificuldades de acessar o crédito, se ele consegue produzir alguma coisa, muitas vezes ele não sabe para quem vai vender ou quem vai consumir. Outros entraves, também são os casos de perdas pós-colheita por produtos não comercializados e quando o atravessador que vai comprar barato com vários produtores que acabam não lucrando”, esclarece o pesquisador.

    Método

    A Empaer com este projeto vai buscar criar uma conexão entre o agricultor e o consumidor, enfatiza o Fabrício, que acrescenta que a instituição tem um diferencial que é o de garantir a rentabilidade com um símbolo de qualidade, entre outros métodos para dar destaque aos produtos gerados.

    O projeto da REAF contará com a elaboração de um aplicativo do tipo marketplace, tanto para B2B – Business to Business (tradução livre: de empresa para empresa) a B2C – Business to Client (tradução livre: de empresa para cliente) que vai facilitar a comunicação e a comercialização entre os agricultores, produtores rurais e consumidores por meio da Internet que, consequentemente, resultará na geração de renda com a venda dos produtos da agricultura familiar. Também, vai beneficiar cerca de 700 propriedades rurais do Vale do rio Cuiabá.

     

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS