22 de setembro de 2020
Mais
    Capa Entretenimento Morre o produtor musical Arnaldo Saccomani
    LUTO NA MÚSICA

    Morre o produtor musical Arnaldo Saccomani

    Imagem: aRNALDO Morre o produtor musical Arnaldo Saccomani
    Foto: reprodução

    Morreu na madrugada desta quinta-feira (27) o produtor musical Arnaldo Saccomani. Ele tinha completado 71 anos na última segunda (24). Segundo a família, ele sofria de insuficiência renal e diabetes e começou a fazer hemodiálise em julho do ano passado.

    Saccomani é um dos grandes nomes da cena musical brasileira. Ele começou a carreira em 1960 e produziu nomes como Rita Lee e Tim Maia (leia mais abaixo). O artista ficou conhecido do público ao participar de programas caça-talentos, onde costumava desempenhar o papel de jurado exigente e imprevisível. Os últimos trabalhos dele na TV foram no SBT.

    De acordo com a família, Saccomani estava em seu sítio em Indaiatuba, no interior de São Paulo. Ele deixa a mulher e duas filhas. Apesar dos problemas de saúde que ele sofria, a família ainda não divulgou a causa da morte.

    O corpo de Saccomani foi velado no Cemitério Memorial Parque Paulista, em Embu das Artes, por volta das 10h.

    Trajetória
    Arnaldo Saccomani começou a carreira na década de 1960 e produziu álbuns de grandes artistas da música brasileira, como Tim Maia, Rita Lee, Ronnie Von, Fábio Júnior, entre outros.

    O produtor musical, compositor e instrumentista atuou por muitos anos como jurados de programas de talentos em rádio e televisão e também trabalhou com o cantor mexicano Luís Miguel.

    O produtor ficou conhecido pela postura ríspida e altamente crítica em programas de calouros como “Astros”, “Ídolos” e “Qual é o Seu Talento?”, todos no SBT, onde ele também realizou os últimos trabalhos na televisão.

    Na década de 1990, Saccomani foi o responsável pelo lançamento do estilo que ficou conhecido como pagode romântico e estabeleceu contato entre o grupo Mamonas Assassinas e a gravadora que os lançou nacionalmente.

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS